Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

A beleza não tem idade, demonstra concurso para a terceira idade

CYKL KOBIETY
Pexels | CC0
PIERWSZY TYDZIEŃ. Czas miesiączki. Ciało pozbywa się tego, co nie przyniosło owocu i zaczyna tworzyć to, czym będzie. Z emocjonalnego punktu widzenia jest to czas, kiedy kobieta potrzebuje samotności, przestrzeni dla siebie, spokoju. To faza refleksji, w której uwalnia się z wszystkich bezowocnych hipotez i postaw, które przyniosły nieznaczące wyniki. Skurcze, których doświadcza, są fizycznym objawem, za pośrednictwem którego ciało domaga się skupienia uwagi bardziej na wnętrzu niż na relacjach z innymi. Nie popadajmy w pułapkę „łyknę proszek i w drogę”. Przyjmujmy leki tylko wtedy, kiedy to konieczne, ale zastanówmy się także nad naszym zachowaniem i wykrójmy dla siebie, oczywiście bez szkody dla wszelkich pierwszorzędnych potrzeb, nieco czasu na refleksję w samotności.
Compartilhar

A brasileira Rosalia Pereira teve dois motivos para comemorar na noite de quinta-feira: seu reencontro com um amor de 40 anos atrás e ter sido coroada, aos 62 anos, a senhora mais bonita de São Paulo em um concurso de beleza para a terceira idade.

“Hoje é um dia ainda mais especial por isto”, disse a mulher de 62 anos após ganhar o concurso de beleza, dias antes do Dia das Mães.

“Participar, ter a coragem de participar, é a prova de que a terceira idade está ativa e é algo positivo porque alimenta a autoconfiança de todo mundo”, disse Pereira à AFP.

O concurso, em sua 15ª edição, foi organizado por um centro comunitário para a terceira idade em São Paulo.

AFP / NELSON ALMEIDA”Isto é parte da inclusão social, conseguir fazer com que as pessoas saiam de suas casas”, disse Nilton da Silva Guedes, diretor do Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia. 

“Isto é parte da inclusão social, conseguir fazer com que as pessoas saiam de suas casas”, disse Nilton da Silva Guedes, diretor do Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia.

“É um mundo diferente, pessoas da mesma faixa etária com problemas similares, pessoas que podem conversar ou trocar ideias, se compreenderem e entender que as coisas não estão tão mal”, disse.

Os organizadores escolheram 25 finalistas entre mais de 100 participantes.

AFP / NELSON ALMEIDAParticipantes dançam durante um concurso de beleza para mulheres da terceira idade em São Paulo

No dia da final, beldades esperançadas de 62 a 77 anos desfilaram ante uma audiência emocionada.

“Essa é a minha mãe!”, gritou uma jovem apontando para uma mulher na passarela.

Além de coroar a mulher mais bonita, o concurso também premia a Miss Tímida, Miss Elegância, Miss Sorriso e Miss Simpatia.

As ganhadoras da edição de 2017 entregaram suas faixas com fluidez, diferentemente do ano passado, quando a rainha anterior, Aureluce Gastão, fez uma inspeção minuciosa de sua sucessora e demorou para passar a coroa.

– Rainha reincidente –

Com dois filhos, a administradora comercial Rosalia Pereira está familiarizada com as passarelas, visto que já ganhou outro título em seu bairro em 2016.

Mas de que serve a beleza sem o amor? Por isso, esta rainha sente que ganhou tudo. Sua grande conquista, diz, foi “redescobrir o grande amor da minha vida”.

Divorciada, recentemente reacendeu uma relação com seu primeiro namorado, após reencontrá-lo através do Facebook.

Na quinta-feira, o primeiro encontro do casal completou 40 anos, e já se passaram 35 anos desde que ela rejeitou seu pedido de casamento.

“Eu era muito jovem e ele era ainda mais jovem. Depois me arrependi”, disse.

Eles se reencontraram quando ela tinha 60 anos. “No dia seguinte me pediu em casamento e pôs um anel no meu dedo”, contou.

(AFP)