Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 20 Outubro |
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Pai acusa avô de premeditar morte em família na Austrália

VICTORIA POLICE

By Todsaporn Ruyarlee | Shutterstock

Agências de Notícias - publicado em 13/05/18 - atualizado em 13/05/18

O pai de quatro crianças assassinadas em uma propriedade rural perto de Margaret River, na Austrália, acusou seu sogro, neste domingo (13), de ter premeditado as mortes, no episódio mais sangrento em 22 anos no país.

Os filhos de Aaron Cockman, três meninos e uma menina com idades entre oito e 13 anos, foram encontrados mortos na sexta-feira na pequena cidade de Osmington, situada próximo da localidade vitícola de Margaret River, no sudoeste do país.

Os corpos da mãe, Katrina Miles, de 35 anos, e de seus pais, Cynda Miles, de 58, e Peter Miles, de 61, também foram encontrados perto dali.

Aaron Cockman, que disse à imprensa estar separado de sua mulher, acusou o ex-sogro de ter premeditado os assassinatos.

“Acho que pensou nisso seriamente”, declarou Cockman aos jornalistas em Margaret River.

“Acho que pensou nisso durante muito tempo”, acrescentou ele, em sua primeira declaração pública desde a tragédia.

Convencida de que foi um membro da família que matou os demais antes de se suicidar, a Polícia disse no sábado que não procurava suspeitos e que ainda era cedo para identificar quem estava por trás das mortes.

O delegado Chris Dawson havia informado que a Polícia encontrou três armas de fogo com licenças em nome de Peter Miles.

Ainda não se sabe a motivação do crime.

Esse tipo de homicídio é pouco frequente na Austrália, onde as leis sobre posse de armas são muito rígidas. Todas devem ser registradas, mas muitas são importadas ilegalmente pelo crime organizado.

Trata-se do pior massacre na Austrália desde uma tragédia que deixou 35 mortos, em 1996, em Port Arthur, na Tasmânia.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
2
AVENIDO BROTHERS
Agnès Pinard Legry
Três irmãos são ordenados padres no mesmo dia
3
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
4
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
5
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
6
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
7
Livres de todo mal
O demônio tem mais poder à noite ou em determinada época do ano?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia