Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

Papa faz apelo contra violência na Indonésia

ZAMACH TERRORYSTYCZNY W EGIPCIE
AFP/EAST NEWS
Compartilhar

O chamado Estado Islâmico (EI) reivindicou os ataques suicidas contra as três igrejas na Indonésia

O Papa Francisco lançou um apelo, depois da oração do Regina Coeli neste domingo (13/05) para que cessem as ações violentas na Indonésia. São palavras que chegam depois dos graves ataques contra algumas igrejas católicas no país que causaram a morte de pelo menos 10 pessoas e mais de 40 feridos.

Queridos irmãos e irmãs, estou particularmente próximo do querido povo da Indonésia, especialmente das comunidades cristãs da cidade de Surabaya, que foram gravemente atingidas pelo grave ataque contra locais de culto. Elevo minha oração pelas vítimas e seus parentes. Juntos, invoquemos o Deus da paz para que faça cessar essas violentas ações, e no coração de todos encontrem espaço não sentimentos de ódio e violência, mas de reconciliação e de fraternidade.

O chamado Estado Islâmico (EI) reivindicou os ataques suicidas contra as três igrejas na Indonésia. O presidente do país, Joko Widodo, falou de “ato bárbaro” e pediu à polícia que encontre imediatamente os responsáveis pelas ações violentas.

Segundo a polícia indonésia, entre os agressores havia também uma mulher que se fez explodir com seus dois filhos pequenos. Outras fontes também falam do envolvimento de uma segunda mulher em outra das três explosões, enquanto em um vídeo se pode ver um homem em uma motoneta entrando em um pátio da igreja e depois explodir. Fontes oficiais informaram que os “Kamikazes” pertenciam todos à mesma família.

(Vatican News)

Tags:
Papa