Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 25 Julho |
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

Padre Pio: uma história de imigração foi fundamental para o seu sacerdócio

GRAZIO,FATHER OF PADRE PIO

Public Domain

Philip Kosloski - publicado em 25/05/18

Se não fosse o sacrifício do pai, que foi trabalhar em outro país, Pio não teria entrado na vida religiosa

Padre Pio nasceu em uma família pobre da cidade de Pietrelcina, na Itália. Eles tinham pouco dinheiro e os pais dele não sabiam ler nem escrever. No entanto, tinham grandes esperanças de que o filho pudesse, um dia, seguir o chamado para ser padre.

Ainda criança, Pio relatou aos pais o desejo de se tornar religioso. A família, então, procurou uma comunidade local de frades capuchinhos para saber se eles o aceitariam. Na época, Pio só tinha três anos de educação em escola pública. Por isso, os frades disseram que o garoto precisava estudar um pouco mais antes de ser admitido.

Convencido de que seu filho estava destinado a ser padre, o pai de Padre Pio, Grazio, definiu como prioridade de vida ganhar o dinheiro que Pio precisava para ter uma educação decente. Em vez de procurar trabalho na cidade em que morava, Grazio decidiu ir para a “Terra das oportunidades”: os Estados Unidos.

Grazio trabalhou como operário em Nova York. Com seu salário, conseguia enviar dinheiro suficiente para pagar um professor para Pio. Um tutor foi capaz de educar o garoto até que, aos 15 anos de idade, Pio entrasse no noviciado capuchinho e iniciasse seu caminho para o sacerdócio.

De acordo com um membro da família, “Quando [Grazio] voltou para Pietrelcina, as pessoas perguntavam: ‘Onde você encontrou trabalho, onde você ficou?’ Depois disso, um pequeno enclave italiano se desenvolveu em Nova York.”

É por isso que alguns parentes de Padre Pio mudaram-se para a cidade americana, criando uma relação única entre o santo italiano e os Estados Unidos.

Enfim, foi graças ao sacrifício do do pai que um dos santos mais populares de todos os tempos conseguiu entrar na vida religiosa.

Tags:
MigrantesPadre PioSantosTrabalho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
6
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
7
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia