Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Atualidade

Mais da metade das crianças do mundo ameaçadas por pobreza, guerra e discriminação

CHILD, POOR, HELP

Shutterstock

Agências de Notícias - publicado em 30/05/18

Cerca de 1,2 bilhão de crianças, mais da metade das que existem no mundo, estão ameaçadas pela guerra, pela pobreza ou pela discriminação sexual, revelou a organização Save the Children em um relatório divulgado nesta quarta-feira (30).

Intitulado “As muitas faces da exclusão”, o relatório classifica 175 países segundo três ameaças: trabalho infantil, exclusão da educação e casamento infantil (com o risco de gravidez precoce).

O estudo da ONG com sede no Reino Unido conclui que 1,2 bilhão de crianças correm perigo de serem atingidas por algum desses três fatores.

Oito dos 10 países com pior classificação estão no oeste ou no centro da África, enquanto os países com menor incidência desses problemas são Singapura e Eslovênia.

A Espanha é o 14º melhor país do mundo para fugir dessas ameaças, enquanto o primeiro latino-americano é o Chile (58º) e o pior é a Guatemala (152º).

“Mais da metade das crianças do mundo começa suas vidas com um lastro porque são meninas, pobres, ou crescem em zona de guerra”, explicou Helle Thorning-Schmidt, diretora executiva da ONG.

“Os governos podem e devem fazer mais para dar a todas as crianças o melhor começo de vida possível”, acrescentou.

“O fato de existirem países com os mesmo níveis de renda que produzem resultados tão diferentes para as crianças demonstra que as políticas, o financiamento e o compromisso político marcam a diferença”.

O relatório afirma que mais de um bilhão de crianças vivem em países afetados pela pobreza e 240 milhões em países afetados por conflitos.

Mais de 575 milhões de meninas vivem em países onde a discriminação de gênero é “um tema grave”.

Em 20 países, entre eles Sudão do Sul, Iêmen e Afeganistão, 153 milhões de crianças vivem ameaçadas pelos três parâmetros de risco usados pela Save the Children, sendo Níger o pior avaliado do mundo.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
CHILE
Reportagem local
Duas igrejas são incendiadas durante protesto...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia