Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Religião

Corpus Christi: Papa convida a viver a vida "eucaristicamente"

POPE FRANCIS,NATIVES,INDIGENOUS

Antoine Mekary | Aleteia

Agências de Notícias - publicado em 03/06/18

De São João de Latrão ao litoral romano: o Papa Francisco presidiu na tarde de domingo (03/06) à santa missa e à procissão de Corpus Christi na localidade de Ostia.

Trata-se de uma novidade no pontificado de Francisco, mas não inédita na história recente dos Papas. Todos os anos, Paulo VI realizava a procissão com o Santíssimo Sacramento numa diferente região de Roma e cinquenta anos atrás foi justamente Ostia a acolher o Pontífice. Depois, em 1978, João Paulo II estabeleceu a tradicional procissão saindo da Basílica de São João de Latrão, passando pela “Via Merulana”, até a Basílica de Santa Maria Maior.

A missa foi celebrada diante da praça da paróquia de Santa Mônica, com a participação de milhares de fiéis das oito paróquias do litoral romano.

Na homilia, Francisco comentou o Evangelho do dia, concentrando-se em especial sobre o verbo que aparece várias vezes na narração da Última Ceia: preparar.

Lugar e alimento

Jesus, explicou o Papa, prepara para nós um lugar e um alimento.

“Um lugar muito mais digno do que a «grande sala mobiliada» do Evangelho. É a nossa casa espaçosa e ampla aqui na terra, a Igreja, onde há, e deve haver, lugar para todos. Mas nos reservou também um lugar lá no Céu, no Paraíso, para estarmos com Ele e uns com os outros para sempre.”

Além do lugar, Jesus nos prepara também um alimento, um Pão que é Ele próprio. “Estas duas dádivas – o lugar e o alimento – são tudo aquilo que precisamos para viver. São a alimentação e a morada definitivas. E ambas nos são dadas na Eucaristia.”

Coração palpitante

A Eucaristia, prosseguiu Francisco, é o coração palpitante da Igreja, é a única matéria nesta terra que tem verdadeiramente sabor de eternidade.

“É o pão do futuro, que já agora nos faz saborear um futuro infinitamente maior do que as mais risonhas expectativas. É o pão que sacia os nossos maiores anseios e nutre os nossos mais belos sonhos. Numa palavra, é o penhor da vida eterna, isto é, uma antecipação concreta daquilo que nos será concedido. A Eucaristia é a marcação, a «reserva» do paraíso.”

Fome de amor

Na Hóstia consagrada, além do lugar, Jesus nos prepara o alimento. Na vida, nos nutrimos não só com alimentos, mas também com projetos e afetos, anseios e esperanças.

As tecnologias mais avançadas não bastam: temos fome de ser amados. Na Eucaristia encontramos realmente Jesus, sentimos o seu amor. O Papa então faz uma exortação:

“Queridos irmãos e irmãs, escolhamos este alimento de vida: ponhamos em primeiro lugar a Missa, voltemos a descobrir a adoração nas nossas comunidades! Peçamos a graça de nos sentirmos esfomeados de Deus, de nunca nos fartarmos de receber o que Ele prepara para nós.”

Locais desconfortáveis, não exclusivos

Para nos preparar para este lugar e alimento, Jesus nos indica suas preferências: não locais exclusivos e excludentes, mas desconfortáveis:

“Há tantas pessoas privadas dum lugar decente para viver e do alimento para comer! Mas todos conhecemos pessoas sozinhas, atribuladas, necessitadas: são sacrários abandonados. Nós, que recebemos de Jesus alimentação e morada, estamos aqui para preparar um lugar e o alimento para estes irmãos mais frágeis.”

A Eucaristia se traduz na vida

Jesus pede que nos doemos aos outros, que deixemos de viver para nós mesmos, mas vivamos um para o outro. É assim que se vive eucaristicamente: derramando sobre o mundo o amor que recebemos da carne do Senhor. A Eucaristia traduz-se, na vida, passando do eu ao tu.

Para isso, é preciso abater os muros da indiferença e da conivência, remover as grades dos abusos e arrogâncias, abrir os caminhos da justiça, da equidade e da legalidade.

“A Eucaristia convida a deixar-nos levar pela onda de Jesus, não ficar arenados na praia à espera que chegue qualquer coisa, mas zarpar livres, corajosos, unidos.”

Procissão

Depois da Santa Missa, o Papa Francisco presidiu à procissão com o Santíssimo, percorrendo uma distância de um quilômetro e duzentos metros, passando por algumas ruas da localidade na costa romana.

A procissão se concluiu no estacionamento na via della Martinica, perto da paróquia de Nossa Senhora de Bonaria, onde o Santo Padre concedeu a bênção eucarística.

(Vatican News)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia