Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Outubro |
Beato Domingos Collins
home iconAtualidade
line break icon

Fundação pontifícia publica carta aberta a 4 atrizes famosas

Aiuto alla Chiesa che Soffre

Reportagem local - publicado em 07/06/18

"Pedimos que se interessem também pelas dezenas de milhares de mulheres que sofrem violências indizíveis por causa da fé"

A fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) publicou na edição italiana da revista Vanity Fair uma carta aberta às atrizes Asia Argento, Meryl Streep, Sharon Stone e Uma Thurman, extensiva a todas as suas colegas do movimento “Me Too” (“Eu também“). Trata-se de artistas que, oportunamente, chamaram a atenção do mundo para o escândalo dos assédios sexuais sofridos por mulheres, em particular no mundo do espetáculo.

A justa e urgente denúncia, porém, passou rapidamente a ser manipulada e tergiversada em favor de pautas ideológicas que misturam desde aborto até censura a debates objetivos sobre os fundamentos da ideologia de gênero. Por outro lado, reina um hipócrita e escandaloso silêncio a respeito de temas gravíssimos como casamentos e mutilações genitais forçadas em sociedades sem liberdade de religião, bem como uma gama de violências que chegam até as condenações sumárias à morte por conta de perseguições contra a fé – principalmente contra a fé cristã, que, segundo o mais recente relatório da Comissão dos Estados Unidos para a Liberdade Religiosa Internacional, ligada ao Departamento de Estado norte-americano, é a mais perseguida do planeta e vem se agravando ainda mais nos últimos anos.

A iniciativa da fundação AIS brota do intolerável contraste entre a eficaz campanha pública apoiada por tantos rostos famosos e a total indiferença da mídia em relação aos milhões de pessoas, sobretudo mulheres, que sofrem violências brutais por causa da sua fé.

Vítimas do fundamentalismo

Alfredo Mantovano e Alessandro Monteduro, presidente e diretor da AIS Itália, comentam:

“Quisemos lançar uma provocação. Por isso pedimos a quatro atrizes famosas para se interessarem também pela questão das dezenas de milhares de mulheres que, em muitos países, especialmente naqueles onde domina o fundamentalismo, sofrem violências indizíveis só porque professam outra religião – na maioria das vezes, a cristã”.

A carta aberta menciona o nome e a história de três dessas vítimas, que representam todas as demais. Mantovano e Monteduro as apresentam:

“Rebecca, Dalal e a Irmã Meena, respectivamente, são uma cristã nigeriana escravizada pelos terroristas do Boko Haram, uma yazidi iraquiana estuprada por militantes do Estado Islâmico e uma cristã indiana estuprada por extremistas hindus. As três testemunhas seguram cartazes com as hashtags #MeToo – #NotJustYou – #StopIndifference. Mas não queremos nos limitar à denúncia, ainda que necessária, da indiferença. A AIS Itália acaba de criar um Fundo de Solidariedade para as mulheres, principalmente as cristãs que são vítimas de violência por causa da fé. As doações que receberemos serão destinadas a projetos específicos para apoiar as mulheres perseguidas. Nosso objetivo é que o #MeToo seja mesmo para todas”.

VEJA TAMBÉM:

Papa recebe refém que engravidou de jihadista estuprador e fugiu salvando os filhos

Aiuto alla Chiesa che Soffre

_________

Com informações do Vatican News

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
feminismohipocrisiaMulherPerseguição
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Brasileira Simone Barreto Silva é vítima de ataque terrorista na catedral de Nice
Reportagem local
Brasileira é vítima no ataque terrorista na c...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Pe. Robson de Oliveira
Francisco Vêneto
Defesa desmente Fantástico, da TV Globo, em n...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia