Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Redação da Aleteia / ACI Digital
Como surgem as intenções de oração do Papa?
María Álvarez de las Asturias
Como ajudar um casal que se separou?
Padre Reginaldo Manzotti
Oração para pedir luz ao Senhor
Padre Reginaldo Manzotti
5 lições de vida para ser feliz
Prosa e Poesia
Os recomeços
Vatican News / Redação da Aleteia
Papa aos juízes: não buscar interesse pessoal

Outro padre chileno acusado de pedofilia é suspenso pelo Vaticano

CHILE
Compartilhar

O sacerdote chileno Ramón Iturra, da localidade de Constituición (sul), foi suspenso nesta quarta-feira (6) pelo Vaticano depois de ter sido denunciado – no ano passado – por abusos sexuais a um menor de idade, cometidos entre 1987 e 1988, informou a Igreja.

A Santa Sé declarou verossímil a denúncia feita contra o presbítero Iturra e ordenou “a medida cautelar, que é a proibição de exercer publicamente o Ministério Sacerdotal, até a sentença definitiva”, segundo comunicado da Diocese de Linares, cidade localizada a 300 quilômetros ao sul de Santiago.

Iturra foi acusado por Cristián Alcaíno, ex-acólito da paróquia de Constituición, de ter abusado sexualmente dele quando tinha 11 anos. Alcaíno comunicou o caso à Diocese de Linares que, segundo o bispo Tomislav Koljatic, foi repassado ao Vaticano em junho de 2017.

Depois disso, Alcaíno não obteve resposta, pelo qual entregou uma carta com sua denúncia ao Papa Francisco e ao bispo de Malta Charles Scicluna, que chegou ao Chile em abril deste ano para investigar o suposto encobrimento dos abusos sexuais cometidos pelo influente padre Fernando Karadima.

Além da suspensão de Iturra, o Vaticano ordenou “ampliar a investigação a outras paróquias onde este sacerdote exerceu seu cargo ministerial” e solicitou “a colaboração de qualquer pessoa que possa fornecer antecedentes pertinentes ou relevantes nesta causa”.

Scicluna voltará ao Chile na semana que vem junto com o sacerdote Jordi Bartomeu para visitar Santiago e Osorno.

(AFP)

Aleteia Top 10
  1. Lidos