Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 13 Abril |
São Martinho I
home iconAtualidade
line break icon

Ao menos três mortos em confrontos em protestos na Nicarágua

NICARAGUA

Julio Vannini-(CC BY-NC 2.0)

Agências de Notícias - publicado em 10/06/18

Ao menos três pessoas morreram em novos confrontos entre manifestantes e forças antimotim nos protestos contra o governo da Nicarágua, enquanto aumentavam os bloqueios nas estradas em quase todo os país.

Os choques ocorreram neste sábado em Masaya, 30 km ao sul da capital, onde um homem de 60 anos morreu ao ser atingido por “uma bala de franco-atirador”, disse a um meio local o representante da Associação Nicaraguense Pró-Direitos Humanos (CPDH), Alvaro Leiva.

“A situação em Masaya é de crise, é um SOS de direitos humanos que estamos” fazendo, disse Leiva.

“Por toda a cidade se ouviam explosões e rajadas de armas de fogo”, disse um líder do Movimento Estudantil 19 de Abril da cidade, Yubrank Suazo.

O Centro Nicaraguense de Direitos Humanos (Cenidh) contabilizava até este sábado 137 pessoas falecidas desde o início dos protestos, em 18 de abril, sem incluir ainda uma das vítimas em Masaya.

O relatório do Cenidh inclui dois jovens mortos na noite de sexta-feira, um na cidade de Jinotega e outro em Manágua.

Em Jinotega, na noite de sexta-feira desconhecidos comandaram um ataque armado contra manifestantes que estavam fazendo a segurança de uma barricada sobre uma via, causando a morte de um jovem e vários feridos.

Segundo um comunicado divulgado nas redes pelo Movimento Estudantil 19 de Abril de Jinotega, “paramilitares afins ao governo crivaram jovens que estavam nas ruas lutando pela liberdade e democracia”.

Foi “uma noite de terror”, denunciou o grupo estudantil de Jinotega, onde os confrontos continuavam neste sábado.

Em Manágua, um jovem motociclista foi perseguido e assassinado também na noite de sexta-feira com um disparo na nunca por homens armados em duas motocicletas, segundo relatos da imprensa e nas redes sociais.

Neste sábado, a maioria das estradas do país continuavam bloqueadas pelos manifestantes com mais de 125 barricadas, no âmbito dos protestos que exigem a renúncia do governo do presidente Daniel Ortega, um ex-guerrilheiro que está no poder desde 2007.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia