Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

6 fatos sobre Santo Antônio de Pádua e Lisboa que talvez você não conhecia

ŚWIĘTY ANTONI PADEWSKI
Compartilhar

Para começar, ele nem se chamava Antônio nem era de Pádua - mas calma: ele era, sim, um dos maiores santos da história da Igreja

Ele é um dos mais queridos e populares santos católicos em todo o mundo. Saiba mais sobre este grande homem de Deus:

1. Não se chamava Antônio e não era de Pádua

Seu nome de batismo era Fernando de Bulhões e Taveira de Azevedo. Passou a se chamar Antônio aos 25 anos, quando se tornou frade franciscano. Santo Antônio era português. Ele nasceu em Lisboa em 1195. Aliás, é perfeitamente correto chamá-lo de Santo Antônio de Lisboa. No Brasil, devido entre outros fatores à forte imigração italiana, ele é mais conhecido como Santo Antônio de Pádua porque viveu grande parte da vida e da missão naquela cidade italiana, onde se tornou imensamente querido e famoso.

2. Foi agostiniano antes de franciscano

Aos 15 anos, ele entrou na ordem de Santo Agostinho, mas, dez anos depois, se uniu aos frades menores de São Francisco de Assis. A mudança se deveu ao seu desejo de pregar o Evangelho aos muçulmanos sarracenos. Chegou a ir ao Marrocos, mas foi obrigado a retornar à Europa por causa de uma grave doença.

3. Tinha dons espirituais extraordinários 

Sua voz era clara e forte, sua aparência era imponente, sua memória era prodigiosa, seu conhecimento era profundo, além de ter espírito de profecia e um extraordinário dom de milagres.

Foi testemunha de uma aparição do Menino Jesus, a quem segurou em seus braços – e é por isso que é assim representado em estátuas e pinturas.

SAINT ANTHONY OF PADUA
By Renata Sedmakova | Shutterstock

4. É conhecido como um grande santo “milagreiro”

Sua fama de realizar atos prodigiosos perdura até hoje. Entre seus muitos milagres, é bem famoso o do “pé decepado”. Em Pádua, durante um acesso de fúria, um jovem chamado Leonardo chutou a própria mãe e, arrependido, foi se confessar com Santo Antônio, que, para ilustrar a gravidade daquele pecado, lhe disse: “O pé de quem chuta a própria mãe merece ser cortado”. Leonardo levou a frase ao pé da letra e decepou seu pé. Ao saber do fato, Santo Antônio milagrosamente fez o pé voltar a se unir ao corpo do jovem.

Outro de seus mais extraordinários milagres é o da “mula do herege”, que você pode conhecer acessando este artigo recomendado:

Santo Antônio e a mula do herege

5. Foi chamado pelo Papa de “santo de todo o mundo

O Papa Leão XII o chamou de “santo de todo o mundo” devido à enorme extensão da devoção a ele, que é padroeiro dos pobres, viajantes, pedreiros, padeiros, entre outros profissionais. Além disso, Santo Antônio é muito “procurado” por quem lhe pede intercessão a fim de encontrar um bom marido ou esposa. Há quem chegue a colocar a sua imagem de cabeça para baixo como modo de “forçá-lo” a interceder por esse objetivo, mas esta superstição é uma prática não-cristã, que deturpa a genuína devoção a ele e o próprio sentido da intercessão dos santos segundo a fé católica.

6. Sua canonização foi a mais rápida da história!

O Papa Gregório IX o canonizou menos de um ano após a sua morte, no dia de Pentecostes de 1232, que, na ocasião, caiu num 30 de maio.

Veja esta reconstituição em 3D do rosto de Santo Antonio:

_____________

A partir de matéria da ACI Digital