Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

Deputados aprovam legalização do aborto na Argentina

ARGENTINA
Marko Vombergar-ALETEIA
Compartilhar

A votação foi de 129 deputados a favor, 125 contra e uma abstenção

A Câmara dos Deputados da Argentina aprovou nesta quinta-feira (14), em primeira leitura, a legalização do aborto até a 14ª semana de gestação, um projeto que passará agora para o Senado.

A votação foi de 129 deputados a favor, 125 contra e uma abstenção, anunciou o presidente da Câmara, Emilio Monzó, ao final de uma sessão iniciada no dia anterior e que se estendeu por quase 24 horas.

Sem interrupções, praticamente todos os 257 deputados falaram na sessão, que foi acompanhada ao vivo nos arredores do Congresso por ativistas a favor e contra o projeto.

O parlamentar Luis Pastori, da União Cívica Radical, sustentou que “é absurdo e injusto sancionar uma lei que autorize matar seres humanos que devem ser respeitados desde a concepção”.

A Argentina nunca havia discutido no Parlamento a legalização do aborto.

O debate foi fechado ao público e até o último minuto prevalecia a incerteza sobre o resultado final. A discussão no Senado também se anuncia complicada e independente das afiliações políticas.

Atualmente, na Argentina, o aborto é permitido apenas em caso de estupro, ou de risco para a vida da mulher.

Nos arredores do Parlamento, vigílias de milhares de pessoas a favor e contra acompanharam em espaços separados o debate noite adentro.

(Com AFP)

Tags:
mundo