Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
Atualidade

Governo espanhol quer retirar restos do ditador Franco de mausoléu

DEVESA

Eduard Díaz i Puig-(CC BY-NC-ND 2.0)

Agências de Notícias - publicado em 24/06/18

O governo espanhol pretende retirar “imediatamente” os restos do ditador Francisco Franco de seu mausoléu no Vale dos Caídos, informou o presidente Pedro Sánchez, em entrevista ao jornal El Pais publicada neste domingo.

Sánchez alertou ainda que a “crise na Catalunha” provocada pela tentativa de independência vai levar anos para ser resolvida e exigirá “generosidade” das partes.

“Queremos que a transferência dos restos mortais de Franco seja imediata, acredito que uma democracia madura como a nossa, europeia, não pode ter símbolos que dividam os espanhóis”, considerou Sánchez.

“Este governo cumprirá o mandato do Congresso dos Deputados de 2017 de transformar o Vale dos Caídos em um lugar de reconciliação”, disse ele.

Sánchez referiu-se à grande maioria dos deputados (198 de 350) que exigiu em 2017, em vão, a transferência dos restos mortais ao governo conservador de Mariano Rajoy.

Vencedor da sangrenta Guerra Civil (1936-1939), Franco está enterrado no Vale dos Caídos, um complexo monumental que ele mandou construir a 50 km de Madri.

Além de Franco, ditador de 1939 até sua morte em 1975, no mausoléu estão enterrados mais de 33.000 vítimas da Guerra Civil – nacionalistas e republicanos – que foram transferidos para lá, muitas vezes, sem informar suas famílias.

Quatro décadas após a morte do ditador, a questão da memória histórica ainda divide a Espanha.

Quanto à Catalunha, que no ano passado tentou declarar unilateralmente a independência da Espanha, Sánchez afirmou ao El Pais que a crise política “não vai ser resolvida em um ou dois anos, nem em cinco ou seis”.

“Será preciso generosidade e esforço de todas as partes durante a próxima década. (…) Para a normalização em primeira instância e, depois, acordo”, disse Sanchez, que se reunirá em 9 de julho em Madri com o novo presidente catalão, o separatista Quim Torra.

Sánchez se reuniu pela primeira vez com Torra na última sexta-feira, na abertura dos Jogos do Mediterrâneo, na cidade catalã de Tarragona. O evento também contou com a participação do rei Filipe VI, que foi recebido com protestos por separatistas.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia