Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Nossa Senhora do Desterro: A Mãe dos imigrantes

DESTERRO
Compartilhar

Ela é muito invocada pelos brasileiros que deixaram o país em busca de melhores oportunidades

O título de Nossa Senhora do Desterro é pontuado na Bíblia, no livro de São Mateus (Mt 2, 13-23), onde na passagem bíblica um anjo aparece em sonho a São José pedindo para que ele e sua família fugissem para o Egito, por conta da perseguição do Rei Herodes que procurava o Menino para matá-Lo. Eles permaneceram cerca de quatro anos fugitivos, desterrados no Egito, até que José é avisado em sonho pelo mesmo anjo que Herodes já havia falecido.

No Brasil, Nossa Senhora do Desterro foi muito difundida na época da colonização Portuguesa, pois com essa devoção diminuíam um pouco da saudade da terra que deixaram pra traz e se sentiam confortados, pois até a Sagrada Família se desterrou para o bem comum de seus entes queridos. As primeiras igrejas em devoção a Nossa Senhora do Desterro foram construídas na Bahia e no Rio de Janeiro. A cidade de Florianópolis chamou-se durante mais de dois séculos Vila do Desterro, pelo fato de ter seu surgimento em torno de uma capela construída em 1673 em devoção a Ela.

Também é invocada por muitos brasileiros que deixaram o país em busca de melhores oportunidades de trabalho na Europa, EUA, Japão e outros países desenvolvidos que acolhem estes imigrantes. Ou seja, todos os que tiverem fé na Mãe do Desterro serão prósperos em seus negócios e viagens.

DESTERRO
Reprodução / Facebook

Na Itália é venerada como “Madonna degli Emigrati”, padroeira daqueles que saem de sua terra natal em busca de trabalho ou refúgio em terras estrangeiras, e ao redor do mundo é protetora dos refugiados que deixaram sua pátria por guerras ou desastres naturais.

Aqueles que pedem para Nossa Senhora do Desterro, serão protegidos contra a fome, a peste, a guerra e doenças contagiosas. Os seus inimigos não os perturbarão e resistirão firmes às tentações do demônio.

Oração a Nossa Senhora do Desterro

Ó Bem Aventurada Virgem Maria, Mãe do Nosso Senhor Jesus Cristo, Salvador do Mundo,
Rainha do Céu e da terra, advogada dos pecadores, auxiliadora dos cristãos, protetora dos pobres,
consoladora dos tristes, amparo dos órfãos e viúvas, alívio das almas que penam,
socorro dos aflitos, desterradora das indigências, das calamidades, dos inimigos corporais e espirituais,
da morte cruel, dos tormentos eternos, de todo bicho e animal peçonhento,
dos maus pensamentos, dos sonhos pavorosos, das cenas terríveis e visões espantosas,
do rigor do dia do juízo final, das pragas, dos incêndios, desastres, bruxarias e maldições,
dos malfeitores, ladrões, assaltantes e assassinos.

Minha amada Mãe, eu prostrado agora aos vossos pés,
com piedosíssimas lágrimas, cheio de arrependimento das minhas pesadas culpas,
por vosso intermédio imploro perdão a Deus infinitamente Bom.

Rogai a vosso Divino Filho Jesus, por nossas famílias,
para que ele desterre de nossas vidas todos estes males,
nos dê o perdão de nossos pecados, e nos enriqueça com sua divina graça e misericórdia.

Cobri-nos com vosso Manto maternal, ó divina estrela dos montes.

Desterrai de nós todos aos males e maldições.
Afugentai de nós a peste e os desassossegos.

Possamos, por vosso intermédio, obter de Deus a cura de todas as doenças,
encontrar as portas do Céu abertas, e convosco ser felizes por toda a eternidade.
Amém.

Nossa Senhora do Desterro, rogai por nós que recorremos a Vós.

Amém.

 

(Via A12)