Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma 
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Vitória pró-vida: Supremo dos EUA rejeita lei que obrigava a propagandear aborto

© Andriy Maygutyak/SHUTTERSTO CK

Reportagem local - publicado em 28/06/18

“Obrigar uma pessoa a fazer publicidade da indústria do aborto é impensável, especialmente quando é o governo quem impõe esta obrigação”

Nesta terça-feira, 26 de junho, a Suprema Corte dos Estados Unidos se manifestou contrária a uma lei que obriga os centros de ajuda a mulheres grávidas da Califórnia a fazerem publicidade do aborto gratuito ou barato.

Uma lei abusiva e de caráter meramente ideológico

A lei em questão foi aprovada em 2015 e afeta todos os centros de ajuda às gestantes na Califórnia, incluindo aqueles que doam roupas e acessórios para bebês.

O caso chegou à Suprema Corte depois que a juíza Dorothy W. Nelson, do 9º Tribunal de Apelações, determinou que a Califórnia “tem interesse essencial na saúde de seus cidadãos, incluindo assegurar-lhes o acesso às informações sobre serviços protegidos pela Constituição, como o aborto”.

Reação à inconstitucionalidade da lei

Quem levou o caso ao Supremo Tribunal norte-americano foi o National Institute of Family and Life Advocates (NIFLA), representado pela Alliance Defending Freedom. A entidade pró-vida denuncia que a lei é discriminatória e desrespeita a liberdade de expressão. Kevin Theriot, advogado sênior da Alliance Defending Freedom, declara:

“Obrigar uma pessoa a fazer publicidade da indústria do aborto é impensável, especialmente quando é o governo quem impõe esta obrigação”.

Por cinco votos a quatro, a Suprema Corte do país concordou: a lei viola a Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos, que, desde 1791, protege os direitos à liberdade de religião e de expressão. O caso foi enviado à reconsideração de uma corte menor.

Importante vitória pró-vida

O cardeal Timothy Dolan, arcebispo de Nova Iorque e presidente do comitê das atividades pró-vida do episcopado norte-americano, afirmou que a decisão é uma importante vitória dos direitos de livre expressão das organizações pró-vida e “protege o direito de todas as organizações de decidirem por si mesmas não só o que dizer, mas também o que não dizer“:

“Isto permite que os centros pró-vida de ajuda às mulheres grávidas continuem oferecendo apoio à vida da mãe e do filho, sem serem obrigados pelos governos a fazer publicidade gratuita para o ato violento do aborto, violando diretamente as convicções dos centros que são a favor da vida. Esta decisão é um passo importante para proteger os centros pró-vida dedicados às mulheres grávidas diante de futuras iniciativas que tentem atingir a liberdade de expressão, violando as suas crenças mais profundas”.
Tags:
AbortoCultura do descarteJustiçaliberdadeVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
4
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
5
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
6
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
7
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia