Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Como sobreviver a um mundo volátil, incerto, complexo e ambíguo?

LEADERSHIP
nd3000 - Shutterstock
Compartilhar

Um dos maiores especialistas em liderança recorre ao modelo de gestão dos jesuítas para responder a esta pergunta

Olhar para cinco séculos atrás e aplicar, aos dias de hoje, o que era feito lá. É isso o que Javier Fernández Aguado faz, inspirando-se no exemplo do fundador da Companhia de Jesus, Santo Inácio de Loyola.

Para ele, diante de um mundo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo), os líderes precisam ter: objetivos claros, planos sólidos, compromisso individual, meios e fins adequados.

Boa gestão, competência, livre arbítrio, talento e liberdade são palavras chaves que motivam o autor a detalhar sua ideia. Javier Fernández Aguado é um dos maiores especialistas em gestão organizacional e de pessoas. No livro “Jesuitas”, ele ensina como liderar talentos. A obra (em espanhol) tem a colaboração da IE Business School e visa mostrar os segredos da gestão dos jesuítas aplicados ao sucesso das organizações.

E a escolha pelo tema faz muito sentido, já que Ignácio de Loyola era movido pelos seguinte pensamento: “trabalha como se o sucesso dependesse de teu esforço, mas confia como se tudo dependesse de Deus”.

FERNANDEZ AGUADO
Javierfernandezaguado.com

Como escreve o autor, “estudar a administração dos jesuítas é muito mais que revelar a história de uma organização; é embarcar em um apaixonante abismo de montanhas incrustadas em uma ilusão compartilhada”.

O autor é presidente da empresa de consultoria Mindvalue, diretor administrativo da fundação bancária “La Caixa”, foi vencedor do Prêmio Peter Drucker de Inovação em Administração (EUA, 2008) e do Prêmio Melhor Assessor de Alta Direção (Espanha, 2014).