Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

Ex-jogador do Manchester que ganhava US$ 700 mil vira padre com voto de pobreza

Compartilhar

O norte-irlandês Philip Mulryne chegou a ser colega de David Beckham e jogou pela seleção da Irlanda do Norte

O padre que o arcebispo Joseph Augustine di Noia, secretário-adjunto da Congregação para a Doutrina da Fé, ordenou nesse sábado em Dublin tem uma história bem diferente de qualquer outro.

Philip Mulryne, que entrou na ordem dos dominicanos em 2012, fez sucesso como jogador de futebol em times como o Manchester United e chegou a ganhar 700 mil dólares por ano.

Nascido em Belfast, Mulryne começou a carreira no Manchester, um dos clubes mais ricos do mundo, onde foi colega do astro David Beckham e jogou 27 vezes pela seleção norte-irlandesa. Ele foi atleta profissional de 1996 a 2008 e passou a maior parte desse tempo no Norwich City F. C..

Nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2006, ganhou notoriedade por um episódio negativo. A seleção da Irlanda do Norte o tirou do time às vésperas de uma partida contra a Inglaterra, depois que ele fugiu do hotel para passar a noite bebendo em um bar de Belfast. Mulryne acabou ficando fora do grupo que obteve uma histórica e inédita vitória.

Em 2009, aos 31 anos, ele entrou no seminário diocesano em Belfast. Cursou filosofia e, em 2012, entrou na ordem fundada por São Domingos no século XIII e que já teve em suas fileiras o teólogo Santo Tomás de Aquino, o papa São Pio V, o frei Bartolomeu de Las Casas e o Nobel da Paz de 1958, Dominique Pire.

Depois de estudar teologia em Roma, no Pontifícia Universidade Gregoriana, o ex-atleta fez a profissão dos votos de pobreza, obediência e castidade em setembro de 2016 e, um mês depois, foi ordenado diácono pelo arcebispo de Dublin, Diarmuid Martin.

No dia 10 de julho de 2017, ele celebrou a sua primeira missa, na igreja de Santo Oliver Plunkett, sua paróquia de origem, em Belfast.

Foi, aliás, quando jogava no time de futebol da paróquia que, adolescente, Mulryne foi descoberto por um olheiro do Manchester. “Este é um novo capítulo em minha vida”, disse o neo-sacerdote.

Veja fotos e vídeos da ordenação do jogador.

Assista ao vídeo da primeira missa celebrada pelo ex-jogador:

 

(via Sempre Família)