Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Redação da Aleteia / ACI Digital
Como surgem as intenções de oração do Papa?
María Álvarez de las Asturias
Como ajudar um casal que se separou?
Padre Reginaldo Manzotti
Oração para pedir luz ao Senhor
Padre Reginaldo Manzotti
5 lições de vida para ser feliz
Prosa e Poesia
Os recomeços
Vatican News / Redação da Aleteia
Papa aos juízes: não buscar interesse pessoal

Triste e grave: a cidade onde Jesus nasceu está ficando sem católicos

BETHLEHEM
Compartilhar

“Os cristãos são 17% da população da cidade. Faz alguns anos, eram 90%”

O Pe. Rami Asakrieh, sacerdote da Custódia da Terra Santa, assinalou que a cidade de Belém (Palestina) está ficando sem católicos porque as pessoas estão migrando para conseguir melhores condições de vida.

O sacerdote é pároco da igreja de Santa Catarina, localizada dentro do complexo da Basílica da Natividade, construída sobre o lugar onde, segundo a tradição, Jesus nasceu.

Em declarações à agência vaticana Fides, o presbítero indicou que “o número de famílias católicas em Belém está diminuindo. Agora, a nossa paróquia tem apenas 1.479 famílias palestinas”.

“Os cristãos são 17% da população da cidade, enquanto há alguns anos eram 90%”, lamentou.

O sacerdote disse que esta redução ocorre, sobretudo, devido ao êxodo dos jovens que vão a outros países em busca de uma vida melhor. “Nós tentamos impedir a emigração, ajudando o máximo possível em muitas situações de necessidade”, indicou.

Além disso, Pe. Asakrieh explicou que a crise política e econômica causada pelos confrontos entre palestinos e israelenses causou uma grande taxa de desemprego entre os fiéis, com as consequências que isso traz.

Em suas declarações à agência Fides, Pe. Asakrieh também denunciou que “muitas organizações exigem recursos econômicos usando o nome de Belém. Entretanto, nenhum dos nossos paroquianos recebe nenhum centavo dessas organizações”.

____________

Publicado por ACI Digital

Aleteia Top 10
  1. Lidos