Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 24 Fevereiro |
Aleteia logo
Para Ela
separateurCreated with Sketch.

A mulher persistente que era dona de casa e se tornou multimilionária

JOY MAGANO

Disneyabc | Flickr CC by ND 2.0

Adriana Bello - publicado em 15/07/18

É difícil não se inspirar na história de Joy Mangano

Quando a vida de uma mulher gira em torno da casa, ela é frequentemente vista socialmente como “estagnada” em sua carreira. Mas Joy Mangano quebrou esse estereótipo precisamente usando sua experiência doméstica para criar grandes invenções que tornam mais fácil fazer tudo, desde limpar assoalhos até organizar armários.

Você não precisa ser mãe para entender que manter uma casa limpa com três filhos pequenos é uma tarefa titânica, mas Mangano usou sua criatividade para tornar sua vida menos complicada, criando acessórios para facilitar o trabalho doméstico. Ela colocou sua imaginação para trabalhar.

Desde que Mangano era criança, ela adorava invenções. Enquanto trabalhava para um veterinário, ela teve a ideia de criar um colar fluorescente para que os cães e gatos não se perdessem no escuro. Ela nunca patenteou e outra empresa lançou ao mercado um ano depois.

Sua primeira grande invenção foi chamada de “Magic Mop”, e era basicamente um esfregão que absorvia mais água por causa de suas fibras de algodão e que tinha um mecanismo que tornava mais fácil enxaguar e secar.

Aos 34 anos, Joy ficou tão feliz com sua invenção que decidiu arriscar e investir todas as suas economias, pedindo um empréstimo para criar 100 protótipos.

Ela os vendeu, mas não teve muito retorno porque seu processo de produção não foi muito eficiente; além disso, o custo das peças que ela teve que enviar para ser feito aumentou mais rápido do que as que ela conseguiu fazer.

Seus filhos, mesmo em tenra idade, ajudaram-na a montar os esfregões, mas ela sabia que tinha que dar outro passo se quisesse realmente ser bem-sucedida.

Dois anos depois, ela teve a oportunidade de mostrar seu esfregão no QVC (uma rede de vendas na TV), mas o apresentador (um homem que nem teve tempo de entender o produto antes de apresentá-lo) fez um trabalho terrível de publicidade e foi uma falha.

Embora não fosse uma política da QVC, Joy pediu uma segunda chance e eles a deixaram apresentar sua própria invenção (se não tivesse sucesso, ela iria à falência).

A apresentação foi um sucesso e ela conseguiu vender 18.000 esfregões em menos de meia hora, ganhando 10 milhões de dólares em um ano. Ela foi capaz de industrializar e até criou sua própria empresa, Ingenious Designs.

Durante a década seguinte, ela continuou criando mais invenções para a casa e para as mulheres: ganchos de velcro para que as roupas não escorregassem, mini vapores para se livrar de rugas em roupas penduradas, purificadores de ar para acabar com maus odores, tênis com salto plataforma e tantos outros itens.

Mangano vendeu sua empresa para o canal de vendas da concorrência, embora nunca tenha deixado de ser amiga do executivo da QVC, que lhe deu sua primeira e segunda oportunidade. Mas ela permaneceu como presidente, ajudando dezenas de mulheres que, como ela, têm grandes ideias, mas, às vezes, só precisam de alguém para ajudar a fazê-las acontecer.

Em 2015, o filme Joy (Joy: O Nome do Sucesso) foi lançado contando sua história, com Jennifer Lawrence atuando como Mangano. Embora tenha muitos elementos ficcionais, a essência de sua engenhosidade, paciência, coragem, perseverança e trabalho árduo aparecem no filme.

“Tenho sorte de ter sucesso, mas foi um longo caminho e cheio de desafios, por isso estou tentando tornar isso mais fácil para outras mulheres”, disse Mangano em uma entrevista, onde ela também disse a todos os empresários: “Concentre-se nas pequenas conquistas ao longo do caminho para alcançar seus objetivos mais rapidamente. Mantenha-se positiva, saia e comece algo novo”.

Link para o trailer do filme “Joy: O Nome do Sucesso” legendado:

Tags:
DinheiroMulherTrabalho
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia