Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

5 lições sobre a família que eu aprendi com “Os Incríveis 2”

THE INCREDIBLES 2
Compartilhar

A nova produção da Disney/Pixar aborda questões sérias e atuais com muita diversão e aventura

Um filme para crianças e adultos, com todos os ingredientes de uma trama de super-heróis. Mas “Os Incríveis 2” também reserva uma mensagem sobre a realidade que vivem muitas famílias hoje em dia. 

Temas como a união familiar e a diferença de papéis dentro de casa são muito bem retratados no filme. 

Aqui seguem as mensagens que mais chamaram a minha atenção no filme: 

1. Na família, todos têm um papel importante. Por mais que Roberto e Helena tentem separar as crianças dos problemas e obstáculos, são elas que acabam encontrando as soluções para alguns impasses. Muitas vezes, queremos tirar as responsabilidades dos filhos. Mas a vida nos ensina, como ensinou para Roberto e Helena, que não podemos afastar as crianças da realidade e que, se dermos oportunidade, elas podem nos mostrar que são capazes de coisas inimagináveis;

2. A união faz a força. No filme, os personagens são mais fortes quando agem juntos e quando se ajudam. Está aí uma grande mensagem para os nossos filhos: aconteça o que acontecer, sempre seremos uma família e sempre poderemos contar uns com os outros, inclusive nos momentos mais difíceis da vida; 

3. Pais e mães são verdadeiros heróis. Quando vemos Roberto cuidando dos três filhos, entendemos que ser pai (e mãe) exige mais esforço e trabalho do que ser um super-herói. Inclusive, Edna Moda disse uma frase magistral a Beto: “Se feita corretamente, a paternidade é um ato heróico. Feita corretamente!”.

4. O amor verdadeiro exige sacrifícios. Roberto se encarrega do cuidado com os filhos para que Helena possa trabalhar fora. Isso requer um grande sacrifício para ele. Entretanto, o Sr. Incrível foi capaz de desistir de seu sonho profissional para o bem da família. E fez isso com esforço e alegria;

5. Sempre pensar no próximo. Esta é uma realidade para todas as famílias: se quisermos ser felizes, há momentos em que precisamos nos sacrificar e renunciar a certas coisas. Mudanças de plano, feitas com amor e pensando nos outros, certamente trarão boas recompensas para a família inteira. 

Além de divertido, o filme fortalece o conceito de que a família é, definitivamente, o melhor lugar para se crescer.