Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Um brinde a Santo Arnulfo de Metz, o padroeiro dos cervejeiros!

Santo Arnulfo de Metz
Creative Commons
Compartilhar

Diz a lenda que, "para espanto do povo, porém, a cerveja daquela garrafa não acabava nunca!"

Arnulfo nasceu na Áustria em 580 e, desde pequeno, sentiu o chamado à vida religiosa. Tornou-se monge beneditino ainda jovem, foi nomeado abade algum tempo depois e, finalmente, com apenas 32 anos, se tornou bispo de Metz, na França.

E foi em Metz que, devido à peste que contaminava a água e matava a população às centenas, o bispo Arnulfo precisou incentivar os fiéis a consumirem cerveja a fim de evitar a água cheia de germes: é que, no processo de elaboração da bebida, os germes eram eliminados.

Em 627, Santo Arnulfo se retirou ao mosteiro de Remiremont, onde passaria o resto da vida. Certo tempo depois da sua morte, ocorrida em agosto de 641, o povo de Metz pediu a exumação e o retorno do corpo àquela cidade.

Conta a lenda que, ao carregarem de volta o corpo do bispo, os fiéis cansados entraram numa taberna para comprar cerveja, mas só acharam uma garrafa e precisaram compartilhá-la. Para seu espanto, porém, a cerveja daquela garrafa não acabava nunca! É por conta dessa tradição que a Igreja considera Santo Arnulfo o padroeiro dos cervejeiros.

Sua data é comemorada em 18 de julho, mas, sempre com a devida moderação e temperança, a cerveja pode ser consumida para acompanhar celebrações alegres e justas em qualquer dia do ano. Agora, se você tem problemas com o álcool, aproveite a data para renovar o seu propósito de autocontrole e responsabilidade: não beba e saiba transformar esse pequeno sacrifício num ato meritório de virtude e superação. Afinal, a cerveja é boa, mas a vida sadia de corpo, de mente e de espírito é melhor ainda. Saúde!

POPE BENEDICT,BIRTHDAY
Lena Klimkeit | DPA | AFP