Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

A história não contada das igrejas flutuantes de Nova York

FLOATING CHURCH
Compartilhar

Quando a cidade tinha o principal porto americano, era “moda” rezar sobre a água

No fim do século XIX, o transporte marítimo impulsionava a economia americana. Nova York era uma próspera cidade portuária. Graças à localização e o baixo nível de profundidade da água, o porto de Nova York recebia mais passageiros e mercadorias do que todos os outros portos dos Estados Unidos.  Os navios que transportavam materiais de construção e produtos têxteis atracavam no baixo Manhattan, uma região que, mais tarde, viraria o coração da indústria financeira mundial. 

De lá, os primeiros transatlânticos zarpavam toda semana para a Europa e o Caribe. 

Foi também neste porto que o Instituto Eclesiástico dos Marinheiros de Nova York e Nova Jersey fundou a primeira igreja flutuante dos Estados Unidos. 

A Igreja de Nosso Salvador, erguida pela Sociedade Missionária da Igreja dos Homens Jovens, ficava ancorada no baixo Manhattan. Rapidamente, ela se transformou em um ícone da cidade. Mas foi abandonada em 1866, devido à decomposição dos materiais de que era construída.

CHURCH,INTERIOR
Courtesy of seamenschurch-archives.org
Interior da Igreja de Nosso Salvador

No entanto, em 1846, uma segunda igreja flutuante, a igreja do Santo Consolador, foi construída na região oeste de Manhattan. Além dos atendimentos regulares, a igreja proporcionava aos fiéis uma sala de leitura e um grupo de apoio aos marinheiros que enfrentavam o vício do álcool. 

As igrejas flutuantes se moviam livremente. Ao longo de décadas, a igreja do Santo Consolador, por exemplo, foi mudada de lugar várias vezes.

HOLY COMFORTER,CHURCH
Courtesy of NYCago
Igreja do Santo Consolador

Em 1868, os altos custos de manutenção fizeram com que a segunda igreja flutuante de Nova York fosse abandonada. No entanto, um ano depois foi construída uma terceira igreja, chamada também de Nosso Salvador. Esta seria, entretanto, a última igreja flutuante da cidade.

FLOATING CHURCH
Courtesy of the Library of Congress
Última igreja flutuante de Nova York

A fascinante história das igrejas flutuantes está bem documentada no arquivo da Sociedade Missionária da Igreja dos Homens Jovens. Segundo os documentos, a igrejas flutuantes de Nova York eram as “únicas entre as estruturas eclesiásticas do mundo” (embora os cambojanos, por exemplo, sejam bastante orgulhosos da igreja flutuante de Chong Khnies) e eram conhecidas como “lugares de refúgio espiritual para os homens tementes a Deus que visitavam o porto de Nova York”.

 

 

Tags:
Igreja
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.