Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

“Dá um beijinho que sara” – e não é que sara mesmo?

Por Alena Ozerova/Shutterstock
Compartilhar

Estudo aponta que beijo de mãe pode “curar” machucados

As crianças costumam procurar as mães quando se machucam para ganhar o famoso “beijinho pra sarar”. Isso resultou em um estudo feito pela Universidade de Pittsburgh, mostrando que o beijo dos pais é capaz de ajudar tanto quanto um remédio ou homeopatia para o tratamento da dor.

O estudo verificou 248 crianças que tiveram pequenos machucados ou quedas, notando que quando beijadas por mães ou pais na área da lesão sentiam-se mais aliviadas do que as crianças que não ganhavam beijos e tomavam remédios para dor.

Essa é a confirmação de que o afeto passado pelos pais pode resultar em benefícios aos filhos. No entanto, houve críticas por parte de homeopatas afirmando que remédios levam tempo para agir. O estudo foi publicado na edição de maio de 2016 do jornal americano “The Journal of American Parenting”.

É importante compreender que o estudo comprovou o benefício apenas quando a criança teve machucados e arranhões leves. Vale ressaltar que os pais devem procurar ajuda médica em casos mais graves e sempre que necessário.

 

(via Minha vida)

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.