Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O sutiã que pode detectar câncer de mama

CANCER
Syda productions - Shutterstock
Compartilhar

Um homem que quase perdeu sua mãe para a doença inventou o dispositivo

Uma empresa mexicana, Higia Technologies, lançou recentemente um novo sutiã que detecta câncer de mama. Eles chamam de Eva e prometem revolucionar o mercado da moda, vinculando o item à saúde.

EVA BRA
Higia Technologies

Eva tem dois biossensores colocados em um padrão radial ao redor dos seios da usuária. Os tumores cancerígenos podem fazer com que a temperatura da pele aumente devido ao aumento do fluxo sanguíneo, de modo que os sensores são configurados para detectar o nível de calor da mama da mulher: se houver alterações que não se encaixam nos níveis normais, o sutiã envia um alerta para o celular da pessoa.

O jovem inventor

O inventor por trás do sutiã inteligente, Julian Rios Cantu, de 18 anos, quase perdeu sua mãe para o câncer de mama. Motivado pela quase perda, ele começou a pesquisar a doença e surgiu a ideia do sutiã e, assim, venceu o prêmio principal do Global Student Entrepreneur Award. Depois de registrar a patente, ele juntou alguns amigos, colegas estudantes do Instituto Tecnológico de Monterrey, para iniciar a empresa, a Higia Technologies.

Base de dados

A Higia Technologies criou um banco de dados com informações sobre a temperatura do tecido mamário de muitas mulheres. Isso agora permite comparar as informações detectadas pelos sensores com o que é armazenado no sistema e obter resultados que podem parecer um alerta para quaisquer variações de temperatura suspeitas que ultrapassem o alcance normal.

Algumas advertências se aplicam: o sutiã não deve ser usado enquanto se pratica atividade física, como ir à academia, pois isso pode desencadear um alarme falso. E deve ser usado por 60 a 90 minutos por semana para obter medições confiáveis.

O sutiã está em fase testes com os usuários, tendo sido comercializadas no México as primeiras 5.000 unidades.