Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 21 Janeiro |
São Sebastião
home iconAtualidade
line break icon

Ataques de Trump à imprensa são 'perigosos', diz editor do NYT

CHRISTIAN PERSECUTION,NEW YORK,TIMES SQUARE

Jeffrey Bruno | Aleteia

...a moment of pause...

Agências de Notícias - publicado em 30/07/18

O editor do jornal “The New York Times” advertiu o presidente Donald Trump, em uma reunião na Casa Branca, que seus crescentes ataques aos veículos de comunicação são “incendiários”, “perigosos” e “nocivos” aos Estados Unidos.

A reunião entre Trump e A.G. Sulzberger, que assumiu esse prestigioso jornal em 1° de janeiro, aconteceu em 20 de julho, após um pedido da Casa Branca.

A sessão, da qual também participou o editor da página editorial do NYT, James Bennet, foi mantida em segredo até Trump torná-la pública em um tuíte neste domingo de manhã.

“Tive uma reunião muito boa e interessante na Casa Branca com A.G. Sulzberger, editor do New York Times”, tuitou Trump.

“Passamos muito tempo falando sobre a grande quantidade de notícias falsas publicadas pela imprensa & como as ‘Fake News’ se tornaram ‘Inimigas do Povo’. Triste!”, acrescentou.

Em um comunicado divulgado pelo NYT, Sulzberger disse que o tuíte do presidente torna pública a reunião e descreveu o que pareceu ser um encontro incomumente duro e contundente com o presidente.

“Disse diretamente ao presidente que acredito que sua linguagem não apenas é divisiva, mas que é cada vez mais perigosa”, relatou Sulzberger no comunicado.

A conversa acontece em um momento de alta tensão entre Trump e os veículos americanos, com o presidente denunciando regularmente notícias críticas como “notícias falsas” (“fake news”).

“Disse-lhe que, embora a frase ‘fake news’ não seja correta e seja prejudicial, me preocupa muito mais que se rotule os jornalistas como ‘o inimigo do povo’. Adverti que essa linguagem incendiária está contribuindo para um aumento das ameaças contra os jornalistas e levará à violência”, acrescentou o editor do NYT.

Sulzberger afirmou ainda que, com alguns líderes estrangeiros usando a linguagem de Trump para justificar repressões a jornalistas, isso estava “pondo vidas em risco”.

“Eu lhe implorei que reconsiderasse seus amplos ataques ao jornalismo, que considero perigosos e nocivos para o nosso país”, disse o editor.

Trump já reagiu. Em uma série de tuítes neste domingo à tarde, lançou novos ataques à imprensa. Segundo ele, os jornais é que “põem vidas em risco, não apenas a dos jornalistas… ao revelar as deliberações internas do governo”.

“O falido New York Times e o Washington Post da Amazon não fazem mais do que escrever matérias ruins, mesmo em histórias de sucesso muito positivas, nunca mudarão!”, tuitou Trump.

– ‘Última oportunidade’ –

Sulzberger, de 37 anos, é o último de uma longa lista de Sulzbergers a liderar o jornal americano. Quando ele assumiu o Times após vários anos como repórter, ou editor, Trump tuitou que a ascensão do jovem deu ao jornal uma “última oportunidade” de demonstrar imparcialidade e de informar as notícias “sem temor ou FAVOR”.

Desde então, porém, tanto o jornal quanto outras fontes de notícias têm ecoado os problemas pessoais e políticos de Trump, e publicado seus frequentes erros.

O presidente respondeu com tuítes contra o NYT, chamando o veículo de “muito desonesto”, “falido e corrupto” e assegurando que usa “fontes falsas e inexistentes”.

Não está claro se o encontro entre Trump e Sulzberger levará a uma melhor relação entre a Casa Branca e a imprensa. A esse respeito, um ex-editor do NYT recomendou nas redes sociais: “Não tenham grandes expectativas”.

Seja como for, as relações de Trump com a imprensa tiveram uma piora recentemente.

Na última quarta-feira, a Casa Branca proibiu Kaitlan Collins, da rede CNN, de participar de uma coletiva de imprensa, alegando que a jornalista fez perguntas consideradas “inapropriadas” em um evento.

Olivier Knox, titular da Associação de Correspondentes da Casa Branca, condenou a decisão como uma resposta “mal orientada e frágil” para lidar com uma jornalista que estava apenas fazendo seu trabalho.

(AFP)

Tags:
Comunicação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
2
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
3
Pope Audience Wednesday
Vatican News
A importância de ir à Missa aos domingo, segundo o Papa Francisco
4
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vezes por dia
5
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
6
BLESSED CHILD
Philip Kosloski
Cubra seus filhos com a proteção de Deus através desta oração bíb...
7
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias dos EUA
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia