Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 06 Maio |
Bem-aventurada Anna Rosa Gattorno
home iconEm foco
line break icon

Eucaristia: sacrifício (I)

HOLY COMMUNION

© Antoine Mekary | Aleteia

Padre Bruno Roberto Rossi - publicado em 01/08/18

Abordo, em dois artigos, a Santa Missa como sacrifício a partir do Curso sobre os sacramentos, p. 95-96, e da revista Pergunte e Responderemos n. 6, junho/1958, p. 226-229, obras do monge e teólogo beneditino Dom Estêvão Bettencourt.

A Missa como sacrifício é vista nos próprios relatos da instituição da Eucaristia: Mt 26,26-29; Mc 14,22-25; Lc 22,19-20; 1Cor 11,23-26. Aqui, aparece uma pergunta assim formulada: “Como se entende que a Missa seja o sacrifício mesmo da Cruz? Cristo sofreu uma só vez ou continua a sofrer em cada Missa? Na Carta aos Hebreus 9,12-28 e 10,10-14 está escrito que o sacrifício redentor de Cristo se realizou uma só vez, em oposição aos sacrifícios da Lei mosaica. Sendo assim, como se pode ensinar que a Missa é o mesmo sacrifício da Cruz renovado diariamente sobre os altares? Donde se deduz a necessidade de tal renovação da imolação de Cristo?”.

Eis a resposta do teólogo brasileiro: “Não hádúvida, aepístola aos Hebreus inculca solenemente a unicidade do sacrifício de Cristo oferecido outrora no Calvário: nesse documento Cristo aparece como o Sacerdote Único (cf. 4,14; 6,20; 7,21, 23-24) a se oferecer comoVítima Única e Perfeita (cf. 7,28)numa oblação definitiva (cf. 9,11-14; 25-28; 10,10.14). O Senhor Jesus não precisa de se oferecer muitas vezes, mas sua oblação foi feita uma vez por todas, porque, à diferença do que se dava com os sacrifícios de animais irracionais do Antigo Testamento, a oferta de Cristo possui valor infinito, capaz de expiar todos os pecados, passados, presentes e futuros, do gênero humano; cf. 4,14; 7,27; 9,12.25-26.28; 10,12.14”.

Continua Dom Estêvão: “Junto, porém, com a epístola aos Hebreus, devem-se considerar os textos do Novo Testamento que referem a última ceia do Senhor. Nesta, dois traços chamam a nossa atenção: a) Jesus se apresentou na última ceia como Sacerdote e Vítima. Deve-se mesmo dizer: colocou-se em estado de Vítima que se oferecia ao Pai pelos pecados do mundo; b) mandou aos discípulos reiterarem tal rito”.

“Com efeito, Jesus, ao dar aos Apóstolos o pão e o vinho consagrados, apresentava-lhes o seu corpo entregue (didómenon, em grego; cf. Lc 22,19) e o seu sangue derramadoekchunnómenonpela remissão dos pecados (cf. Mt 26,28: Mc 14,24; Lc 22,20). Ora, no estilo bíblico as duas expressões ‘entregar, dar o corpo (ou a alma)’ e ‘derramar o sangue (pelos pecados)’ indicam a imolação de um sacrifício propriamente dito. Quanto a ‘dar o corpo, a alma’, veja-se Is 53,12; Mt 20,20; Rm 8,32; Gl 1,4; 2,20; Ef 5,25; 1Tim 2,6; Tt 2,14; Hb 10,10. O sentido sacrifical e expiatório de ‘derramar o sangue (pelos pecados)’ depreende-se de Rm 3,25; 5,9; Ef 1,7; Hb 9,7; 1Pd 1,19; 1Jo 1,7”.

“Merece atenção o fato de que na última ceia o Senhor não ofereceu apenas o seu corpo e o seu sangue aos discípulos como alimento, mas ofereceu-os pelos discípulos, em favor destes (hyper hymoon), o que incute o caráter sacrifical do rito (cf. Lc 22,19s). Mais ainda: ao falar do sangue da Nova Aliança na ceia, Jesus aludia a Êx 24,8, texto em que Moisés apresenta o sangue da Antiga Aliança (‘Este é o sangue da aliança que Javé pactuou convosco’); Cristo assim se oferecia como Vítima para selar a definitiva Aliança, em lugar da vítima irracional cujo sangue selara a primeira aliança no Sinai; Jesus assim opunha sangue a sangue, sacrifício a sacrifício, imolação realizada na última ceia à imolação realizada outrora no deserto. A última ceia aparece como a Nova Páscoa, a qual, mediante o sangue do Verdadeiro Cordeiro imolado pelos pecados do mundo (cf. Jo 1,29), faz cessar os numerosos e imperfeitos sacrifícios do Antigo Testamento (1Cor 5,7; Jr 31,31-33).”

A Santa Missa é, portanto, sacrifício. Continuarei no próximo artigo.

Tags:
Missa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Francisco Vêneto
Milagre do sangue de São Januário volta a ocorrer em Nápoles
2
Mãe de Toda a Ásia, no Monte Maria, é a maior estátua de Maria do mundo
Reportagem local
Maior estátua de Maria do mundo é inaugurada e marca sinal de esp...
3
Creche
Reportagem local
URGENTE – Jovem com facão invade creche e mata crianças e p...
4
Pe. Charles Pope
O demônio diante da Eucaristia
5
Papa Francisco reza o terço
Reportagem local
Maratona de 30 dias de oração, convocada pelo Papa, começa neste ...
6
Aleteia Brasil
5 milagres que a ciência tentou, mas nunca conseguiu explicar
7
Monsenhor Jonas Abib, fundador da Canção Nova
Reportagem local
Fundador da Canção Nova, monsenhor Jonas Abib é diagnosticado com...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia