Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Como a aposentadoria antecipada pode prolongar sua vida

ELDERLY
Diego Cervo - Shutterstock
Compartilhar

Mas tudo depende do que você vai fazer quando chegar lá...

Em dezembro de 2017, três economistas holandeses – Hans Bloemen, Stefan Hochguertel e Jochem Zweerink – publicaram um artigo que analisava o que aconteceu quando alguns funcionários públicos holandeses decidiram se aposentar cedo (o requisito era ao menos 55 anos, com pelo menos dez anos contínuos contribuindo para o fundo de pensão do setor público). Os pesquisadores descobriram que esses aposentados antecipados seriam 2,6% menos propensos a morrer nos próximos cinco anos do que aqueles que se aposentariam mais tarde.

Agora, se 2,6% não parece muito, aqui está outro número interessante. Um estudo publicado por Michael Insler em 2014 (também mencionado pelo professor Austin Frakt em seu artigo recentemente publicado sobre o assunto no New York Times) afirma que sete anos de aposentadoria podem reduzir as chances de se ter doenças  (desde diabetes até algumas doenças cardíacas) em quase 20%.

Claro, a aposentadoria não é necessariamente uma caminhada no parque. Os benefícios de permanecer ativo e trabalhando também são óbvios para muitos.

Todos nós conhecemos pelo menos uma pessoa que ainda está cuidando de seus negócios, ficando atrás do balcão, ensinando em uma sala de aula, cuidando de seus livros ou fazendo pizza com seus 80 anos.

O trabalho que envolve atividade física ou mental pode realmente ajudar a manter o corpo e a mente saudáveis.

O trabalho fornece propósito, um sentido de significado, pertencimento e direção na vida cotidiana. Mesmo que o trabalho possa ser estressante (e, portanto, pode levar a certos hábitos ruins, como beber e fumar), o trabalho deve ser uma fonte de saúde e bem-estar.

O que nos leva à conclusão de Frakt: obviamente, não é a própria aposentadoria que pode ser boa ou ruim para você. É o que você faz depois de se aposentar. Mas a maioria dos estudos coincide em uma coisa: à medida que a idade para os benefícios completos de aposentadoria da Segurança Social aumenta (de 65 para 67 para os que nasceram após 1960), aqueles que trabalham mais tempo acabam tendo uma saúde mais pobre do que seus pares em grupos anteriores (este estudo foi publicado pela Health Affairs em outubro de 2017). Além disso, parte do problema é que cerca de 20% dos americanos com mais de 44 anos simplesmente não têm poupança ou investimentos de aposentadoria.

Então o que fazer? Mantenha-se ativo, desenvolva hábitos saudáveis, durma bem. Com mais tempo em suas mãos, a maioria dos aposentados se envolve em atividades físicas que eles simplesmente não conseguiram fazer antes porque faltava tempo para fazê-lo.