Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 18 Janeiro |
home iconPara Ela
line break icon

A fragrância favorita do bebê? O cheiro da mamãe

Shutterstock

Cecilia Zinicola - publicado em 05/08/18

A ciência sustenta que homens e mulheres são únicos e que as relações biológicas são profundas

Mãe, adivinha? Seu bebê, desde o momento do nascimento, ama o seu cheiro. E não é por causa do sabão ou do perfume que você usa! É o seu cheiro natural que o seu filho reconhece. Ele ama isso!

Mas, se seu bebê acabou de chegar ao mundo, como ele pode reconhecer seu cheiro? A ciência nos explica e nos faz sorrir com sua resposta: seu bebê nadou nele por nove meses.

Acontece que o líquido amniótico da mulher, que envolve seu feto em desenvolvimento, tem cheiros e gostos como ela, e o feto desenvolve a capacidade de detectar essas qualidades em um estágio muito precoce da gravidez. Assim, ao nascer, o perfume único da mãe é bem conhecido de seu bebê. Isso explica por que os recém-nascidos se acalmam e choram por períodos de tempo significativamente mais curtos, mesmo quando separados de suas mães se cheirarem uma bola de algodão contendo o aroma da pele de sua mãe ou o líquido amniótico – como foi comprovado.

Todos nós sabemos o quão poderoso pode ser um cheiro familiar e como pode nos transportar para um mundo diferente. Os recém-nascidos de repente foram empurrados para um novo mundo de luzes brilhantes, ruídos altos, frio, fome e dor. Imagine quão celestial deve ser qualquer lembrete da vida perfeita anterior que eles deixaram para trás!

Esta é uma informação biológica fascinante com a qual devemos estar familiarizados. Não só nos ensina e nos enche de ternura, mas também é particularmente relevante dado os muitos debates atuais sobre as mudanças sociais que enfrentamos hoje.

Alguns advogam por uma “normal” doação de óvulos e espermas, aluguel de úteros (“barriga de aluguel”) e duas mães ou dois pais. Eles argumentam que as relações biológicas são irrelevantes e que o homem e a mulher, seja pai ou mãe, são iguais para uma criança.

Cada vez mais, a literatura de adoção reconhece que ser separado da mãe biológica, mesmo quando recém-nascido, cria trauma para uma criança e isso deve ser reconhecido por famílias adotivas e por aqueles que trabalham com elas.

A ciência diz que homens e mulheres não são intercambiáveis ​​e que as relações biológicas são profundas e importantes – especialmente o vínculo entre uma mãe e seu bebê, desde o primeiro momento de vida em seu útero e ao longo do desenvolvimento da criança durante os meses de gravidez.

As verdades biológicas nem sempre são “politicamente corretas”, mas ignorá-las ou se rebelar contra elas pode ser perigoso. Enquanto as ideologias querem propagar suas opiniões ao ignorar a biologia, a ciência nos convida a aprofundar no milagre da vida e a descobrir a sua beleza.

Tags:
BebêsFamíliaFilhosMaternidadePaternidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia