Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O que é TOC? Veja como reconhecer os sinais

OCD
Dmytro Zinkevych - Shutterstock
Compartilhar

Buscando diagnóstico e tratamento do transtorno obsessivo-compulsivo

O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é um tipo de transtorno de ansiedade que leva as pessoas a ter pensamentos, sentimentos, ideias, sensações (obsessões) e comportamentos repetitivos e indesejáveis ​​(compulsões).

As pessoas com TOC costumam se comportar de certa forma para libertar-se de pensamentos obsessivos, mas isso só lhes traz alívio no curto prazo, uma vez que não realizar seus rituais obsessivos pode causar enorme ansiedade e sofrimento.

Causas

A causa exata do TOC permanece desconhecida. Os antecedentes podem ser lesões na cabeça, infecções ou funcionamento anormal em algumas partes do cérebro. Os genes parecem desempenhar um papel forte.

Os pais e professores podem reconhecer os sintomas do TOC em crianças. A maioria das pessoas é diagnosticada aos 19 ou 20 anos, mas algumas não apresentam sintomas até atingir a idade de 30 anos.

Sintomas

Pessoas com TOC têm pensamentos, impulsos ou imagens mentais repetitivos que causam ansiedade. Estes são chamados de obsessões.

Alguns exemplos são:

  • Recorrentes pensamentos “proibidos” relacionados a sexo, religião ou dano a outros ou a si mesmos.
  • A necessidade de uma ordem constante e um medo excessivo da sujeira.
  • Comportamentos repetitivos em reação a seus pensamentos e obsessões: verificar suas ações repetidas vezes, organizar as coisas de certa maneira, lavar as mãos repetidamente para evitar uma infecção.
  • Dedicar pelo menos uma hora por dia a esses pensamentos ou comportamentos, o que cria problemas na vida diária.
  • Tiques, como piscar repetidamente, tiques faciais, encolher os ombros, sacudir a cabeça, limpar a garganta.

Testes de diagnóstico

A maneira recomendada de identificar este tipo de desordem é entrevistando a pessoa e os membros da sua família para fazer um diagnóstico.

Também é recomendado fazer um exame físico para descartar causas físicas e uma avaliação psiquiátrica para descartar outros distúrbios mentais.

Tratamento e terapia

O TOC é tratado com uma combinação de medicamentos e terapia comportamental.

Os medicamentos utilizados incluem antidepressivos, antipsicóticos e estabilizadores do humor. A psicoterapia (terapia comportamental cognitiva ou TCC) provou ser efetiva para essa desordem.

Durante a terapia, a pessoa é repetidamente exposta a uma situação que desencadeia os pensamentos obsessivos, e ele ou ela gradualmente aprende a tolerar a ansiedade e resiste ao impulso de realizar o ato compulsivo.

A terapia também pode ser usada para reduzir o estresse e a ansiedade, e para resolver os conflitos internos.

Prognóstico e expectativas

O TOC é uma doença prolongada (crônica) com períodos de sintomas graves seguidos de períodos de melhora. É incomum ver um período completamente livre de sintomas. Por outro lado, a maioria das pessoas melhora com o tratamento.

Quando entrar em contato com um profissional médico

No campo da medicina, é sempre melhor agir o mais rápido possível. Se os problemas são físicos ou mentais, quanto mais cedo a anomalia for detectada, mais fácil será gerenciá-la durante toda a vida. Uma consulta com um profissional de saúde mental é muito recomendada antes que todos os sintomas interfiram na vida diária, no trabalho e nos relacionamentos.