Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconReligião
line break icon

Os 3 atuais ataques de Satanás contra o matrimônio e a família

Tumisu

Todo de Maria - publicado em 06/08/18

Temos que nos posicionar nesta batalha!

Na atualidade, são três os principais ataques de Satanás desferidos contra o matrimônio e a família: a ideologia de gênero, o sexo sem compromisso e a separação e o divórcio.

Esses ataques são perigosíssimos, pois atingem o fundamento da criação, a verdade da relação entre o homem e a mulher segundo o desígnio de Deus. Pois, se o alicerce fundamental da criação é danificado, todo o edifício fica comprometido.

A razão desses ataques ao matrimônio e à família fica clara em uma carta que a Irmã Maria Lúcia de Jesus e do Coração Imaculado, vidente das aparições de Fátima, mais conhecida como Irmã Lúcia, escreveu ao Cardeal Carlo Caffarra, Arcebispo de Bolonha (Itália):

“O confronto final entre o Senhor e o reino de Satanás será sobre a família e sobre o matrimônio. Não tenha medo, porque qualquer um que trabalhar pela santidade do matrimônio e da família será sempre combatido e contrariado de todos os modos, porque este é o ponto decisivo. No entanto, Nossa Senhora já lhe esmagou a sua cabeça[1].”

A ideologia de gênero como ataque ao matrimônio e à família

A princípio, pode parecer estranha a ideia de que a ideologia de gênero constitui um ataque ao matrimônio e à família. Pois, podemos perguntar: como uma ideologia pode colocar em risco instituições sagradas como o matrimônio e a família, consolidadas por séculos na história da humanidade? A resposta é simples: a ideologia de gênero constitui um grande perigo ao matrimônio e à família porque atinge o fundamento da criação, do desígnio de Deus para a humanidade, desde o princípio: “Deus criou o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher” (Gn 1, 27).

A ideologia de gênero é uma espécie de revolta contra Deus e contra a sua criação, diz a socióloga alemã Gabriele Kuby:

“…a Ideologia de Gênero é a mais radical rebelião possível contra Deus: o ser humano não aceita que é criado homem e mulher, e por isso diz: “Eu decido! Esta é a minha liberdade!” — contra a experiência, contra a Natureza, contra a Razão, contra a ciência! É a perversão final do individualismo: rouba ao ser humano o que lhe resta da sua identidade, ou seja, o de ser homem ou mulher, depois de se ter perdido a fé, a família e a nação. É uma ideologia diabólica: embora toda a gente tenha uma noção intuitiva de que se trata de uma mentira, a Ideologia de Gênero pode capturar o senso comum e tornar-se em uma ideologia dominante do nosso tempo[2].”

Em discurso à Cúria Romana, o Papa Emérito Bento XVI disse que o uso do termo gênero pressupõe uma “nova filosofia da sexualidade”; e que a “profunda falsidade desta teoria e a tentativa de uma revolução antropológica que ela contém, são óbvias”[3]. Nesse discurso, Bento XVI também alertou sobre o perigo que a ideologia de gênero constitui para a humanidade:

“Quando a liberdade para sermos criativos se transforma em uma liberdade para nos criarmos a nós próprios, então é o próprio Criador que é necessariamente negado e, em última análise, o ser humano é despojado da sua dignidade enquanto criatura de Deus que tem a Sua imagem no âmago do seu ser[4].”

O sexo sem compromisso no combate contra o matrimônio e a família

A ideologia de gênero, aliada ao sexo sem compromisso, que já está presente na sociedade há mais tempo, tornam-se uma mistura explosiva que abala os fundamentos da família e do matrimônio.

Em primeiro lugar, a ideologia de gênero, enraizada na mente dos jovens e, não raras vezes, das crianças, cria uma revolta contra Deus, contra si mesmos e contra seu próprio corpo.

Essas revoltas, transferem-se para a família, pois, para os ideólogos de gênero, o ser homem ou mulher é um construto da sociedade e a família é o principal “agente” nesse processo. Essa visão distorcida da realidade causa a falta de diálogo, os desentendimentos, as brigas e as separações nas famílias.

Para piorar ainda mais a desagregação das famílias, a ideologia de gênero reforça o uso do sexo sem compromisso. Pois, para os seus ideólogos a relação sexual é um direito de todas as pessoas, inclusive dos jovens e das crianças. Se a partir dos anos 60 a “revolução sexual” causou grandes mudanças no comportamento das pessoas, principalmente quanto ao sexo sem compromisso, a teoria queer ou ideologia de gênero, que teve sua origem nos Estados Unidos em meados da década de 1980, parece que alterou o “ser” das pessoas, se é que isso é possível.

Consequentemente, muitas pessoas, de todas as idades, inclusive idosos e crianças, tiveram seu psiquismo afetado. Algumas dessas pessoas, motivadas pelo seu estado psicológico e pelos novos ditames impostos para a sociedade através das escolas e das universidades, da TV e das mídias sociais, dos livros e das revistas, mudaram não somente seu comportamento sexual, mas também seu modo de ser, de vestir e até mesmo seus corpos, para adequarem-se ao seu “gênero” e às suas preferências sexuais.

Elevada ao altar do hedonismo, do sexo sem compromisso, a ideologia de gênero se tornou uma grande arma do demônio contra a sacralidade do matrimônio e da família.

Consequentemente, aumenta cada vez mais o número dos matrimônios desfeitos e das famílias desestruturadas por causa da ideologia de gênero e do sexo sem compromisso. A imoralidade sexual, por sua vez, faz com que aconteçam: a gravidez indesejada, a violência doméstica, o estupro, o aborto, a separação de casais.

Além disso, surgem os casamentos entre pessoas do mesmo sexo e as chamadas famílias alternativas, que afrontam o Criador e a sacralidade do matrimônio.

A respeito do aborto, – em exorcismos feitos na Itália pelo Padre Pellegrino Ernetti – Satanás diz através de um possesso: “Foi a minha descoberta mais bela e saborosa! Matar os inocentes em vez dos culpados e homicidas da máfia! Destruo a humanidade e assim termino, antes do nascimento, com os adoradores do vosso falso Deus”[5]. O demônio diz claramente, pela boca do possesso, que o aborto tem como finalidade destruir a humanidade e os cristãos.

A separação e o divórcio como ataque à sacralidade do matrimônio e da família

Deus criou o homem e a mulher para unirem-se em uma instituição sagrada e indissolúvel, para toda a vida, que é o matrimônio. Por isso, as Sagradas Escrituras nos dizem que “…o homem deixa o seu pai e sua mãe para se unir à sua mulher; e já não são mais que uma só carne” (Gn 2, 24). Sendo assim, a separação e o divórcio constituem ataques diretos de Satanás contra os desígnios de Deus para a humanidade e a sacralidade do matrimônio e da família.

As palavras do demônio – ditas também pela boca de um possesso – são ainda mais surpreendentes em relação ao divórcio e à separação de casais:

“Foi invenção minha. Reivindico a sua propriedade. É uma das minhas descobertas mais inteligentes. Desta forma, destruo a família e a sociedade, onde sou adorado como verdadeiro rei do mundo. O sexo… o sexo. Não deis ouvidos àquele homem [Jesus] pendurado na cruz que não vos dá nada. O verdadeiro prazer somente eu vos dou com o sexo livre. O meu reino é sobretudo a liberdade do prazer sexual, com o qual reino sobre a terra”[6].”

Portanto, não tenhamos dúvidas de que a ideologia de gênero, o sexo sem compromisso e a separação e o divórcio são armas usadas na batalha de Satanás contra a sacralidade do matrimônio e da família e, em última instância, contra o próprio Deus.

Entretanto, não tenhamos medo, pois, como disse a Irmã Lúcia, a Virgem Maria já esmagou a cabeça da Serpente. Além disso, a própria Virgem de Fátima nos garantiu: “Por fim, o meu Imaculado Coração triunfará!”

Sendo assim, de nossa parte, temos apenas que nos posicionar nesta batalha espiritual. Como valorosos filhos, servos e escravos de Nossa Senhora, façamos orações, penitências e sacrifícios pelos pecadores, para que se convertam e escapem das garras de Satanás.

Por fim, compartilhem este conteúdo, para que mais pessoas conheçam estes três ataques do demônio contra o matrimônio e a família.

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

Por Natalino Ueda, via Todo de Maria 

Referências:


[1]  PADRE PAULO RICARDO. A importância de Fátima na batalha pela vida e pela família.
[2]  IPCO. “Transgenerismo”: uma revolta contra Deus.
[3]Idem, ibidem.
[4]Idem, ibidem.
[5]  PELLEGRINO ERNETTI. Estratégias de Satanás, p. 21. Título original: La Catechesi di Satana.
[6]Idem, p. 20.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
CasamentoDemônioDivórcioFamíliaIdeologia de GêneroSexualidade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia