Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 28 Outubro |
Santos Apóstolos Simão e Judas Tadeu 
Aleteia logo
home iconCuriosidades
line break icon

Por que em algumas igrejas o sacrário é coberto por um véu?

Reprodução

Arautos do Evangelho - publicado em 07/08/18

Esse véu que cobre alguns sacrários tem um nome específico e um significado muito especial

Em algumas igrejas podemos ver um véu, ou pequena cortina, que cobre a porta do sacrário. Esse véu, denominado conopeu, está intimamente relacionado com a lâmpada do Santíssimo Sacramento.

Ambos fazem parte dos ornamentos litúrgicos e símbolos utilizados pela Igreja Católica para realçar a dignidade do augusto lugar onde se conservam as Espécies Eucarísticas, nas quais Nosso Senhor Jesus Cristo se encontra presente em Corpo, Sangue, Alma e Divindade.


Objetos litúrgicos Eucaristia

Leia também:
EM IMAGENS: o nome de cada objeto litúrgico da Missa e da Adoração Eucarística!

O conopeu acompanhou a evolução da forma do próprio sacrário ao longo dos séculos. Nos primórdios do Cristianismo, o Santíssimo Sacramento era conservado num recipiente suspenso acima do altar e totalmente coberto por um véu. Conserva-se ainda esse costume em alguns ritos orientais da Igreja Católica.

No conopeu podemos ver uma referência ao véu do Templo de Jerusalém, que separava o Lugar Santo do Lugar Santíssimo, chamado também de Santo dos Santos, onde só podia entrar o sumo sacerdote.

Resultado de imagem para altar sacrario

Na lâmpada do Santíssimo Sacramento, um símbolo da luz que ardia continuamente no Templo, indicando aos israelitas a presença de Deus entre eles. Assim, em nossas igrejas o conopeu e a lamparina acesa assinalam a presença de Jesus Cristo vivo no tabernáculo.

Segundo as normas litúrgicas, pode-se usar em todos os dias do ano o conopeu branco, cor da Eucaristia, ou variar de acordo com a cor litúrgica do dia: verde no Tempo Comum, roxo no Advento e na Quaresma, branco nas festividades de Nossa Senhora, das virgens e dos santos não mártires, vermelho nas comemorações de Nosso Senhor Jesus Cristo e dos mártires.

(via Arautos)

Tags:
LiturgiaOração
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
SANDRA SABATTINI
Francisco Vêneto
Primeira noiva em processo de canonização na história foi beatifi...
2
EUCHARIST
Reportagem local
O que fazer se a hóstia cair no chão durante a Missa?
3
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco: “Tenho medo dos diabos educados”
4
Pe. Jonas Magno de Oliveira e sua mãe
Francisco Vêneto
Mãe de padre brasileiro se torna freira na mesma família religios...
5
Transplante de rins
Francisco Vêneto
Transplante de rim de porco em humanos: a Igreja tem alguma objeç...
6
As irmãs biológicas que se tornaram freiras no instituto Iesu Communio
Francisco Vêneto
As cinco irmãs biológicas que se tornaram freiras em apenas 2 ano...
7
BENEDICT XVI
Marzena Wilkanowicz-Devoud
A arte de morrer bem, segundo Bento XVI
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia