Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Mulheres: despertem antes que seja tarde

Por Sumala Chidchoi
Compartilhar

Sobre os casos de mulheres assassinadas pelos próprios parceiros

Não conseguimos perceber facilmente que estamos em um relacionamento abusivo…

Existe bem querer e esses caras, por incrível que pareça, têm um grande lado amoroso. Daí a permanência, pela carência, por projetar um relacionamento que existe só em alguma parte louca do nosso cérebro, por achar que a parte boa vai cobrir ou modificar a parte doentia.

Se seu namorado, noivo(a), implica com todos os amigos, te coloca contra as pessoas, não gosta que apareça, não te apoia em seus sonhos, saia, antes que seja tarde demais!

Preencha-se de você e saia.

Perder a vida não é só morrer… Podemos estar mortos mesmo vivos. Isso acontece quando começamos ficando apáticas, depois nos sentimos sufocadas e sem vida, porque tudo o que queríamos foi manipuladamente proibido, aí o cara enjoa e ainda vai nos trair e nos fazer sentir culpadas!

Conheci mulheres que apanham dos namorados, e permanecem… É uma escolha?

Triste e estranha escolha.

São 2 problemas que precisam ser tratados:

Ele, por ser inseguro e querer te colocar num vidro, e nós, quando estamos carentes e somos presas fáceis para esses braços.

Aceitamos tempos e tempos de cerca elétrica, e essa cerca elétrica tem flores, mas é elétrica, entende…

Essas mulheres que aparecem nos noticiários após terem sido assassinadas, devem ter sido maltratadas várias vezes, e escolheram ficar… até que perderam a vida.

Mulheres, despertem enquanto é tempo. Antes que seja tarde!

Amem-se!

Mais que as migalhas de amor doentio.

 

(via Resiliência Mag)