Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Equador declara emergência migratória por chegada de venezuelanos

CUENCA
Shutterstock-Jess Kraf
Compartilhar

O Equador declarou nesta quarta-feira estado de emergência migratória nas províncias fronteiriças com Peru e Colômbia, diante da chegada em massa de venezuelanos, em torno de 4.200 indivíduos por dia, informou a chancelaria.

O governo equatoriano impôs o “estado de emergência no setor de mobilidade humana” para prestar, com a ajuda de entidades da ONU, uma “urgente atenção aos fluxos migratórios incomuns de venezuelanos” pela fronteira com a Colômbia (norte).

A nota destaca que a emergência envolve as províncias de Carchi (norte, limítrofe com Colômbia), Pichincha (centro andino) e El Oro (sudoeste, limítrofe com Peru).

“O objetivo é estabelecer um plano de contingência, ações e mecanismos necessários para a ajuda humanitária” aos imigrantes venezuelanos, destacou a chancelaria.

O ministro equatoriano das Relações Exteriores, José Valencia, disse no Twitter que “como órgão reitor da política de mobilidade humana decidimos declarar a emergência nas três províncias para garantir a defesa dos direitos através de uma resposta concertada de parte de todo o estado”.

(AFP)