Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 17 Junho |
São Ranieri de Pisa
home iconEspiritualidade
line break icon

Cardeal do Rio de Janeiro: a unidade “pai-paternidade-família”

FAMILY

Herjua - Shutterstock

Dom Orani João Tempesta - publicado em 10/08/18

Uma mensagem que faz diferença neste fim de semana do dia dos pais

Neste domingo, 12 de agosto, celebra-se no Brasil o dia dos pais. Além disso, também começa a Semana Nacional da Família.

É neste contexto todo especial que o cardeal do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, divulga a sua mensagem sobre a unidade “pai-paternidade-família”, lembrando que a alegria do Evangelho e da família fazem a diferença na sociedade de hoje e convidando os católicos a celebrarem a família em casa e nas comunidades do Brasil.

Confira a mensagem de Dom Orani:

A Semana Nacional da Família, promovida pela Comissão da Vida e Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, que acontecerá dos dias 12 a 18 de agosto, é um privilegiado momento para refletir sobre a grandeza do projeto de Deus revelado na família desde a criação. O tema proposto para a edição de 2018 é: O Evangelho da Família, alegria para o mundo, que se coloca em plena comunhão com outro evento da Igreja: o Encontro Mundial da Famílias com o Papa que acontecerá em Dublin, na Irlanda também no mês de agosto. O tema é interessante e abre o horizonte para inúmeros aprofundamentos e, por isso, vamos nos debruçar sobre algumas ideias para a reflexão e para o debate sobre o tema, convicto que o Evangelho da Família é alegria para o mundo. A família cristã nasce do sacramento do matrimonio instituído por Jesus com a sua própria vida; os cristãos quando se esposam dizem o sim no altar e naquele momento se tornam verdadeira imagem do amor de Cristo e da Igreja; portanto o Evangelho da família é alegria para o mundo por que nasce do amor de Cristo e é, segundo o projeto do Criador, elevado por Ele (Cristo) à dignidade de sacramento. O sacramento do matrimonio que se celebra na Igreja anuncia a beleza da celebração a vida que deverão construir sobre a sólida base do sacramento que, contudo, não termina ali, mas continua no quotidiano dos esposos, no quotidiano da comunidade em que são inseridos. Os sacramentos operam mudanças na vida dos homens e, também, inaugura novas formas de relação com Deus e com os homens. Em especial, aqueles que dizem sim um ao outro não podem mais serem reconhecidos somente de maneira singular; a outra parte se torna carne da carne, e ossos dos ossos e assim são reconhecidos diante de Deus até que a morte os separe. Ora, se Deus que opera o grande milagre de unir duas pessoas e os reconhece como um só corpo e uma só carne, também a Igreja e a sociedade assim devem reconhecê-los. Particularmente a Igreja não somente reconhece a família como instituição privilegiada criada por Deus, mas afirma que a família é uma Pequena Igreja Doméstica. Do ponto de vista social, no entanto observamos os muitos ataques que se faz contra a instituição familiar (e temos visto muitos) e nós cristãos temos que lutar contra e, ao mesmo tempo, apresentar a beleza da proposta de Deus para o homem e mulher. A nova vida, como esposos, inaugurada na recepção do sacramento do matrimonio, por outro lado, coloca os esposos em privilegiada posição na missão da Igreja. A partir do momento que dizem sim, se tornam imagem do amor de Cristo e da Igreja e o modo de viver o matrimonio cristão no dia-a-dia é anúncio de Cristo no meio da sociedade. Os esposos são testemunhas do Amor, são testemunhas da fidelidade de Deus para com os homens, são testemunhas do perdão, são testemunhas da bondade da criação e da comunhão, e tantas outras realidades em que se descobre e revela Cristo e o Evangelho. É necessário recordar sempre que o primeiro lugar de comunicação do Evangelho foi a família. Outro ponto importante para a reflexão, encontramos na Exortação Amoris Laetitia, ao número 211, que diz: A pastoral pré-matrimonial e matrimonial deve ser uma pastoral do vínculo. O vínculo, que nasce também do sacramento, é sagrado e todo o esforço da pastoral da família deve ser para acompanhá-lo e sustentá-lo. O sacramento do matrimonio, salvo particulares exceções estabelecidas pelo Direito Canônico, se recebe publicamente e, por isso, a Igreja, a Comunidade que participa do consentimento é também responsável pelos matrimônios que ali nascem. Seria de particular interesse que em cada paróquia e cada Diocese tivesse um centro de acompanhamento das famílias, não para sustentá-las somente quando os problemas surgem, mas em toda a caminhada da vida, afinal a Exortação Amoris Laetitia e todos os documentos da Igreja sobre a família a veem de maneira positiva e especial, é necessário ter consciência do dever de sustentar o vínculo – lugar onde Deus habita – para descobrir os tesouros da vida familiar e não esperar os problemas advirem. Ao viver a Semana Nacional da Família, após a comemoração do Dia dos Pais, somos chamados a trabalhar juntos nessa pastoral e em especial nesta semana, todos os movimentos, associações, pastorais ligadas a família para propor ao mundo a verdadeira face cristã da família. Que nesta semana especial possa ser ainda mais aprofundado “O Evangelho da família” que é alegria para o mundo e isso porque é sacramento; porque é vida nova doada por Cristo segundo o projeto de Deus, porque tem posição privilegiada na missão da Igreja uma vez que testemunha o amor de Cristo e da Igreja no meio da sociedade e, por fim, é uma instituição da qual todos os católicos são responsáveis em acompanhar e sustentar. Desejo a todos, por intercessão da Sagrada Família de Nazaré, uma excelente Semana da Família!

Orani João, Cardeal Tempesta, O. Cist.

Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

A mensagem em vídeo:

Tags:
FamíliaPaternidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
3
POPE FRANCIS - PENTECOST MASS - SUNDAY
Comunidade Shalom
Depois da Comunhão, o que (e por quem) é mais aconselhável rezar?
4
Reportagem local
Poderoso filme de 1 minuto sobre casamento rende prêmio a cineast...
5
PASSION OF THE CHRIST
Cerith Gardiner
7 provações e tribulações que Jim Caviezel enfrentou ao interpret...
6
Reportagem local
Papa Francisco explica quais são os piores inimigos da oração
7
Nhá Chica
Aleteia Brasil
A beata brasileira Nhá Chica e sua singela explicação: “É p...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia