Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Você reclama de tudo? Esta técnica vai mudar o seu cérebro e a sua vida

Compartilhar

Aprenda a treinar o seu cérebro para que ele passe a focar no lado positivo das coisas

Eu costumava ser campeã quando o assunto era reclamação. 

Para ser honesta (e também porque minha mãe e minha irmã provavelmente vão ler isso), eu ainda reclamo um pouco das coisas. Mas, realmente, tento não reclamar, principalmente depois de um conselho de uma das minhas melhores amigas. 

No primeiro verão em que estávamos na Flórida, eu literalmente reclamava de tudo: do calor, da umidade, dos mosquitos e dos jacarés. Ela sorria e mudava de assunto, o que eu achava estranho, porque era o primeiro verão dela na Flórida também.

Então, ela me contou que há alguns anos tomou a decisão de parar de reclamar. “Reclamar não muda nada, só deixa você e todos ao seu redor mais conscientes das coisas desagradáveis da vida”, disse a minha amiga. 

Eu fiquei espantada (e, para ser honesta, um pouco irritada). O que ela estava dizendo era tão sensato e, no entanto, tão contraintuitivo! Mas ela alegou que o fato de não reclamar mais mudou a vida dela, deixando-a mais feliz e tornando as coisas (como o calor ou a exaustão) menos incômodas.

Minha amiga não era uma Mary Poppins; ao mudar o jeito como ela se comportava, ela realmente conseguiu “remodelar” seu cérebro. Este é um fenômeno científico conhecido como plasticidade cerebral. 

Quando permitimos que comportamentos prejudiciais, como a queixa constante, circulem continuamente dentro do nosso cérebro, eles inevitavelmente alterarão os processos de pensamento. Pensamentos alterados levam a crenças alteradas, que levam a uma mudança de comportamento.

Nosso cérebro possui uma coisa chamada “viés da negatividade”. Em termos simples, o viés da negatividade é a tendência do cérebro de se concentrar mais em circunstâncias negativas do que positivas. O Dr. Rick Hanson, neurocientista e autor do livro “Buddha’s Brain”, explica este fenômeno: “Os estímulos negativos produzem mais atividade neural do que os positivos. Eles também são percebidos com mais facilidade e rapidez”. 

É preciso dizer ainda que a repetição é a mãe de todo aprendizado. Quando nos concentramos repetidamente na negatividade e reclamamos de tudo, estamos disparando e reativando os neurônios responsáveis pelo viés da negatividade.

Por outro lado, os estímulos negativos produzem mais atividade neural do que estímulos positivos,  afinal somos evolutivamente preparados para reagir mais fortemente a experiências negativas por conta de uma questão de sobrevivência.

No meu caso, eu demorei alguns anos até decidir seguir o conselho da minha amiga e parar de reclamar. Quando o fiz, a diferença foi notável.

Em vez reclamar quando estava muito calor, comecei a apreciar o quanto era bom o fato de meus filhos nunca precisassem de sapatos além dos chinelos. Quando meus amigos do norte começavam a reclamar das temperaturas abaixo de zero, eu não respondia com minhas reclamações sobre a chuva na Flórida. Ao invés disso, eu me permitia ser grata pelo fato de que nunca ficávamos trancados em casa por causa da neve.

Antes, eu também costumava reclamava do fato de nossa cidade ser muito pequena. Mas, depois, descobri que poderíamos andar para todo lado de carrinho de golfe, conversar com os vizinhos e mandar as crianças para o clube de bicicleta. E isso é muito bom!

Havia tantas coisas maravilhosas onde nós vivíamos! E eu realmente acredito que nunca teria notado e apreciado todas essas coisas se eu não tivesse seguido o conselho da minha amiga, ou seja, se eu não tivesse parado com a péssima mania de reclamar de tudo.  

Então, da próxima vez que você for tentada a reclamar do clima, do seu trabalho ou até mesmo da conta de energia elétrica, tire um segundo e descubra alguma coisa positiva nisso tudo – e seja grato por isso. Você vai descobrir que esse comportamento vai mudar a sua vida.