Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 27 Novembro |
São Máximo de Lérins
home iconEstilo de vida
line break icon

O que todos com ansiedade precisam saber sobre seus 5 sentidos

WOMAN ANXIETY

Makler0008 - Shutterstock

Sophia Swinford - publicado em 19/08/18

Esta desordem pode realmente afetar a maneira como você processa o mundo

Os transtornos de ansiedade são os distúrbios mentais mais comuns, que afetam 18,1% da população adulta, de acordo com a Associação de Ansiedade e Depressão da América.

Embora todos experimentem algum nível de ansiedade em sua vida, estudos mostram que as pessoas diagnosticadas com transtorno de ansiedade podem realmente perceber o mundo de forma diferente. Aqui está o que você precisa saber:

Pesquisadores do Weizmann Institute of Science em Israel realizaram um experimento para ver como as pessoas com ansiedade interpretam a informação sensorial. Os voluntários ouviram três sons: um representando a perda de dinheiro, outro o ganho de dinheiro e outro som representando nenhuma mudança. Mais tarde, eles ouviram 15 sons e foram questionados se o som era novo ou não.

O que eles descobriram foi que os participantes com ansiedade eram menos capazes de distinguir entre sons previamente ouvidos e novos. Isso também estava relacionado às respostas na amígdala, uma área do cérebro associada ao medo e à ansiedade. A percepção sensorial das pessoas com ansiedade estava desencadeando uma resposta emocional, mesmo com um estímulo neutro, porque eles eram menos capazes de distinguir os dois.

Se você vive com ansiedade, você pode estar familiarizado com a sensação de que seu cérebro está seriamente tentando fazer mais do que é preciso quando se trata de mantê-lo seguro, fazendo você sentir medo de qualquer coisa. A realidade é que ele realmente está tentando fazer mais do que é preciso, porque está lutando para distinguir novos estímulos dos antigos.

Não podemos controlar como nossos cérebros processam as coisas, mas espero que uma maior compreensão do cérebro irá motivar os pesquisadores a melhorar os tratamentos para aqueles que vivem com esses distúrbios.

Tags:
CiênciaDepressãoSaúde
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
MARADONA
Pablo Cesio
Pelé sobre Maradona: "Espero que um dia jogue...
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
John Burger
A melhor maneira de contar a seus filhos a ve...
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
POINSETTIAS,CHRISTMAS,ALTAR
A. J. Clishem
O segredo do grau de inclinação da cabeça de ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia