Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Andrea Bocelli cantará para o Papa Francisco na Irlanda

ANDREA BOCELLI
CHRISTIAN CHARISIUS / DPA
Compartilhar

A poucos dias de sua apresentação no Encontro Mundial das Famílias, o tenor italiano fala sobre fé, talento e gratidão

O tenor italiano Andrea Bocelli foi escolhido pela organização do Encontro Mundial das Famílias para cantar ao Papa Francisco durante o evento. A apresentação será no Croke Park Stadium em Dublim, no dia 25 de agosto. 

Bocelli deu uma pausa na preparação do show para conceder entrevista exclusiva ao Vatican News. Ele, que se declara católico, falou sobre fé, música e as expectativas para o encontro na Irlanda. Quando perguntado se o canto e a música podem ajudar as famílias a serem alegria para o mundo, como pede o Papa Francisco, o cantor foi categórico:

“Tudo o que é feito para um bom propósito pode ajudar e realmente ajuda; portanto, também o trabalho de alguém como eu, que canta com o objetivo de dar alegria, propiciar um momento de leveza no qual o espírito voa e você pode refletir, meditar no sentido da vida, nas coisas que realmente contam … Santo Agostinho dizia que quem canta reza duas vezes. Eu realmente gosto de acreditar nisso, porque se for verdade, eu rezei muito em minha vida”.

Ele também falou sobre fé, talento e gratidão: 

“A música, a voz, como todos os talentos deste mundo, é um dom de Deus, não há dúvida sobre isso. No homem não há mérito, porque tudo o que o homem pode alcançar na vida o faz através de dons, de talentos que recebe: então, há pouco para se orgulhar, nesse sentido. Nós apenas temos que agradecer. Eu acredito que todos já paramos para pensar sobre o significado da vida. Então, ou se acredita que somos filhos do acaso, (…) e quem não tem fé é um pouco assim… Para mim foi um caminho racional: achei que o mundo só poderia ser o resultado de uma vontade inteligente, muito maior que a nossa, e a partir daquele momento também esperei que fosse uma vontade de amor, uma vontade que Ele realmente nos amasse! Porque há também duas maneiras de ter fé: a do cristão que deposita em Deus toda esperança e confiança possíveis, e a de Iago, no ‘Otelo’ de Shakespeare, que disse: ‘Eu acredito em um Deus cruel que me criou semelhante a si’. Você pode até acreditar desta maneira. Isso é mais lógico do que não crer!”

Andrea Bocelli também cantou no Encontro Mundial das Famílias de 2015, que aconteceu na Filadélfia, Estados Unidos (assista ao vídeo abaixo). Em 2017, ele voltou a se apresentar ao Papa Francisco no Vaticano.

“Cantar diante do Santo Padre é algo prazeroso, sobretudo por causa desse tipo de fragilidade humana que nos faz sentir felizes quando nos aproximamos de personalidades carismáticas como a sua… Também é uma responsabilidade, precisamente porque nesses contextos são passadas mensagens, que devem ser corretas”, afirmou Bocelli.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.