Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Julho |
Santa Marta
home iconPara Ela
line break icon

O que aconteceu quando o técnico de Serena Williams pediu para que ela parasse de amamentar

SERENA

Serenawilliams - Instagram

Cerith Gardiner - Reportagem local - publicado em 23/08/18

A tenista mundialmente conhecida tem uma filha de 11 meses e, assim como outras mães, teve que tomar duras decisões para conciliar a maternidade e a carreira

Em uma recente entrevista para a revista Time, a tenista e mãe revelou as dificuldades para conciliar a carreira esportiva com a vida de mãe que amamenta. A atleta é mãe de Olympia, de 11 meses.

Quando Williams fez seu retorno ao tênis após um parto difícil, que quase lhe custou a vida, ela sabia que a sua filha seria a prioridade naquele momento. E ela queria poder continuar amamentando a menina, embora seu treinador tenha tentado lhe convencer do contrário.

Como ela explicou na entrevista, ela sentiu que tinha “o poder de sustentar a vida que Deus lhe deu”, acrescentando: “Tenho o poder de fazê-la feliz, de acalmá-la. Em nenhum outro momento da sua vida, você terá esse superpoder mágico.”

Quando o técnico Patrick Mouratoglou pediu que ela parasse de amamentar para voltar a atingir os 100% de performance nas quadras, Williams resistiu: “Ele não é uma mulher, ele não entende essa conexão, [não entende] que a melhor hora do dia para mim é quando eu dou de mamar”.

A tenista continuou, então, a amamentar Olympia até que ela se sentisse confortável. “Tivemos uma boa conversa. Nós conversamos sobre isso ”, disse a campeã, que decidiu parar de amamentar quando a filha completou oito meses, o que coincidiu com o seu período de preparação para o Torneio de Wimbledon.

Dona de 39 títulos entre os principais torneios de tênis do mundo, Serena Willians afirma que continua se adaptando à nova rotina de mãe e atleta. O que ela quer é serum modelo inspirador para sua filha, o que significa impressionar as multidões com sua força e determinação … e seu surpreendente saque.

E como muitas mães por aí, elatambém acha difícil o momento em que tem que deixar a filhinha para trás. Porém, revela que sempre tenta tranquilizar a criança, dizendo:“Mamãe precisa ir ao ginásio. Mas isso dói mais em mim do que em você…”

Ao conquistar o segundo lugar no Torneio de Wimbledon em 2018, já vencido por ela sete vezes e disputado pela primeira vez desde o nascimento de sua filha, Serena dedicou seu sucesso a todas as mamães: “Eu dedico isso a todas as mamães que estão enfrentando muita coisa. Alguns dias eu choro, alguns dias eu fico muito triste, foram 11 meses muito difíceis. Se eu consigo, vocês também conseguem”.

Tags:
FilhosMaternidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia