Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Por que esta imagem comoveu os internautas?

BREASTFEEDING
Compartilhar

Esta policial protagonizou um gesto de amor raro de se ver hoje em dia

Celeste Ayala é policial militar na argentina e trabalha na segurança de um hospital de La Plata. Na noite do dia 14 de agosto de 2018, quando estava de plantão fazendo a ronda no local, percebeu que um bebê chorava desesperadamente. 

Ela, então, descobriu que a criança estava internada por desnutrição e que havia sido abandonada pela mãe toda “suja e cheirando mal”, pois possuía sarnas pelo corpo. Ela, que também tem um bebê de um ano que ainda mama no peito, não pensou duas vezes: depois de pedir permissão aos seus superiores e aos médicos, deu de mamar ao pequeno, que não parava de chorar de fome. A policial fez uma pausa no trabalho para salvar uma vida – e nem tirou a farda para isso. 

Um colega de serviço postou a foto no Facebook. Rapidamente, a publicação viralizou. “Quero tornar público esse grande gesto de amor que você teve hoje com esse bebezinho. Sem conhecê-lo e sem hesitar por um momento, agiu como se fosse sua mãe. Não se importou com a sujeira e com o cheiro, como disseram os profissionais deste hospital. Coisas assim, não vemos todos os dias”, escreveu o amigo de Celeste na rede social. 

Celeste disse que agiu por puro instinto materno. O gesto de amor e solidariedade fez com que a policial fosse promovida a sargento.