Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

20 sinais que ajudam a descobrir se você é realmente humilde

WOMAN,PRAYING
© Wavebreakmedia | Shutterstock
Compartilhar

Assim como orgulho é a principal raiz dos sete pecados capitais, a humildade é a cura

Um autor católico decidiu criar uma lista para ajudar os fiéis no seu caminho de santidade, identificando aqueles sinais de falta de humildade que afastam o homem de Deus.

Inspirado nas reflexões dos santos, Angelo Stagnaro apresenta a sua lista em um artigo publicado em ‘National Catholic Register’ e recorda que “nada destrói o crescimento espiritual como um caso horrível de narcisismo” e que “Jesus é o melhor exemplo para os cristãos que buscam seguir humildemente o plano de Deus na sua vida”.

“A humildade é a virtude de deixar de lado o nosso orgulho, a vaidade, o narcisismo e a arrogância. Assim como alguns dizem que o orgulho é a principal raiz dos sete pecados capitais, a humildade é a sua cura”, assegurou.

A seguir, a lista com os 20 sinais para identificar a falta de humildade. Os 12 primeiros foram retirados do livro “Sulco” de São Josemaría Escrivá.

1. Pensar que o que você faz ou diz é melhor do que os outros.

2. Querer ter sempre razão.

3. Discutir sem razão ou, quando a tem razão, insistir com teimosia e de maus modos.

5. Desprezar o ponto de vista dos outros.

6. Não valorizar todos os seus dons e qualidades como algo emprestado.

7. Desculpar-se quando te repreendem.

8. Ouvir com complacência quem te louva, ou alegrar-se por terem falado bem de você.

9. Incomodar-se porque os outros sejam mais estimados do que você.

10. Recusar-se a realizar ofícios inferiores.

11. Insinuar palavras de louvor a si mesmo, ou que dão a entender a sua honradez, a sua inteligência ou destreza, ou seu prestígio profissional.

12. Sentir vergonha por carecer de certos bens.

13. Não estar disposto a admitir o seu erro ou a sua derrota.

14. Acreditar que não é necessário se arrepender dos pecados do passado e do presente.

15. Esquecer, às vezes intencionalmente, que Deus ama todos os seres humanos igualmente.

16. Insistir em ter a última palavra.

17. Estar mais preocupado pelos seus sentimentos do que pelos dos outros.

18. Negar-se a perdoar os outros.

19. Mentir para obter algum benefício.

20. Presumir da “grande fortuna” obtida na vida.

(Aci Digital)