Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 03 Agosto |
home iconEm foco
line break icon

O sacramento da Ordem

KSIĄDZ TRZYMA KRZYŻ

Shutterstock

Padre Bruno Roberto Rossi - publicado em 13/09/18

Os escritos bíblicos apresentam o Senhor como aquele que traz em si um sacerdócio novo

A Ordem é, de acordo com o Compêndio do Catecismo da Igreja Católica, n. 322, “o sacramento graças ao qual a missão confiada por Cristo aos seus Apóstolos continua a ser exercida na Igreja, até ao fim dos tempos”. Aqui, trato da fundamentação bíblico-teológica desse sacramento.

O Velho Testamento conheceu o sacerdócio exercido pela tribo de Levi do qual Aarão, o irmão de Moisés, é protagonista (cf. Êx 29,4-9). A função desses sacerdotes era a de ser ponte entre Deus, o Santo por excelência, e o povo, pecador e infiel, oferecendo-Lhe sacrifícios de animais irracionais.  Tal sacerdócio e sacrifícios era gerido por regras rígidas e minuciosas (cf. Nm 3,11-39; Lv 1,1-37, 34).

Ora, o Senhor Jesus aboliu o antigo sacerdócio levítico, tornando-Se Ele mesmo o único sacerdote da nova e eterna Aliança, segundo o modelo de Melquisedeque, rei e sacerdote (cf. Hb 7,1-28; 10,4-10), e ofereceu um único sacrifício: o de seu sim a Deus, em oposição ao não dito por Adão (cf. Rm 12,21).

No entanto, Cristo não aparece como sacerdote, propriamente, na grande maioria dos escritos do Novo Testamento por duas razões principais: 1) Ele não era da Tribo de Levi (só dela poderiam vir os sacerdotes), mas, sim, da Tribo de Judá; 2) o título de sacerdote facilmente se confundiria com os da Antiga Aliança ou das religiões pagãs. Daí, para os judeus, Jesus ser um leigo.

Todavia, os escritos bíblicos apresentam o Senhor como aquele que traz em si um sacerdócio novo e superador daquele exercido no Antigo Testamento. Esse modelo sacerdotal trazido por Cristo é insinuado, em Is 52,13-53;42, ao tratar da figura um tanto misteriosa do Servo sofredor, personagem que assume sobre si os pecados alheios e deles presta contas, merecendo, assim, o perdão a todos. Veja-se, por exemplo, 2Cor 5,21 e Gl 3,13.

Ainda mais: a morte de Nosso Senhor é descrita usando uma linguagem própria do rito de sacrifício ou, de modo indireto, linguagem sacerdotal: 1Cor 5,7; Jo 1,19; Ap 5,9-10; 1Pd 18. Outras vezes, Cristo é apresentado como Aquele que se entrega em favor ou dá o seu sangue em benefício dos seres humanos: Jo 6,51; 10,11.15; Lc 22,19; Mc 10,45; Ef 5,2.25; 1Jo 2,2. Cf. também: Gl 1,4; 2,20; 1Tm 2,6; Tt 2,14 etc. Como se vê, embora eles não deem a Jesus o título explícito de Sacerdote, deixam bem subentendido ser Ele o Sacerdote a oferecer-se ao Pai pelos pecados do mundo.

Cristo mesmo se apresenta como aquele que realiza em si o que é dito do Servo de Javé (cf. Lc 4,17-21; Mc 10,45). Em consequência de sua Paixão gloriosa, Jesus, no céu, continua seu ministério sacerdotal (cf. Rm 8,34; 1Tm 2,5-6). Mais: a Carta aos Hebreus apresenta, de modo formal, Cristo como único e verdadeiro sacerdote da Nova Aliança a se oferecer ao Pai como vítima em favor da humanidade carente (cf. 7,26-27; 9,12-15; 10,12-24).

O Pe. Albert Vanhoye, SJ, na obra A mensagem da Epístola aos Hebreus, p. 84, assim escreve: “O autor respondeu com extraordinária agudeza à questão que os cristãos se colocavam: a questão do sacerdócio […] Cristo é o nosso sacerdote. Mas não é resposta simplista. Longe de aplicar ao ministério de Cristo a ideia que se tinha do sacerdócio, tal como existia antes, ele aprofundou o seu sentido a ponto de renová-lo completamente. Desse modo, ele pôde mostrar que Cristo não apenas possui o sacerdócio, mas também é o único sacerdote no sentido mais pleno da palavra, pois foi ele o único que abriu aos homens o caminho que leva a Deus e os une entre si. Cristo nos faz passar de um culto necessariamente exterior e ineficaz, marginal em relação à vida, para oferenda que toma toda a realidade de nossa existência e a transforma profundamente, na adesão filial a Deus e no devotamento fraternal”.

Leia, com atenção, cada citação bíblica proposta e descubra, com mais agudeza, a maravilha do sacerdócio de Cristo presente em Sua Igreja. Continua!

Tags:
Doutrinasacerdocio
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
4
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
5
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
6
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
7
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia