Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Fotos incríveis: o antes e o depois de uma igreja medieval restaurada

CHURCH
SWNS
Compartilhar

A igreja do século XIII estava abandonada e coberta pela vegetação

Sem dúvidas: esta igreja medieval abandonada em Cambridgeshire, Inglaterra, passou por dias melhores. Em 2004, quando a agência pública Historic England – encarregada de proteger o patrimônio histórico da Inglaterra -, colocou a igreja de São Dionísio no cadastro de prédios em risco, ela já tinha quase se transformado em ruína e, dificilmente, era reconhecida como igreja. 

A construção é de 1217 e a última vez em que ela sediou um culto foi em 1959. De lá pra cá, ficou completamente coberta pela vegetação, o que causou graves danos à estrutura. 

Graças aos fundos arrecadados por conservacionistas, a igreja passou por uma reforma geral. Agora, foi restaurada e devolvida à sua antiga glória. 

O processo de restauração começou em 1985, quando a igreja foi dessacralizada e transferida ao conselho do distrito de South Cambridgeshire para evitar a demolição. O templo, que, no século XVII era de propriedade de Sir George Downing, fundador da Universidade de Cambridge, serviu como reserva natural e lar de morcegos e aranhas. 

Depois das obras de restauração, os Amigos das Igrejas sem Amigos (“Friends of Friendless Churches”), uma fundação criada para recuperar igrejas históricas, completaram o trabalho e, agora, o prédio foi aberto aos visitantes. 

Embora a igreja permaneça dessacralizada, alguns serviços de oração continuam sendo realizados ali. O atrativo turístico principal é a nave da igreja, que foi construída por pedra bruta. Apesar de grande parte do prédio ser do século XIII, ela passou por uma primeira restauração no século XIX, feita pelo arquiteto neogótico William Butterfield. Veja as imagens: