Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Aos 85 anos, importante político ateu se rende à fé católica e abraça o batismo

bill hayden
Compartilhar

"Eu sentia no meu coração que não estava realizado"

Uma notícia inesperada envolvendo o líder do Partido Trabalhista Australiano chamou a atenção da população do país.

Bill Hayden ocupou durante sete anos o posto de governador-geral da Austália, ou seja, foi o representante no país da rainha Elizabeth II, reconhecida como monarca porque a Austrália faz parte da Comunidade de Nações encabeçada pelo Reino Unido. Além do alto cargo, Hayden também era famoso pelo seu ateísmo.

É por isso que surpreendeu a muitos a notícia de que, no último 9 de setembro, Bill Hayden foi batizado católico.

A imprensa local informou que o sacramento foi recebido durante uma celebração na igreja de Santa Maria em Ipswich, Queensland, com a presença de família e amigos.

A motivação

Hayden declarou que a decisão de se tornar “oficialmente católico” foi inspirada pelos muitos atos sinceros de compaixão por parte dos cristãos que pôde testemunhar ao longo da vida, bem como por uma “profunda contemplação” que experimentou depois de sofrer e se recuperar de um derrame cerebral.

“Quando era adolescente, eu ia à missa todos os domingos e depois recebia a bênção (…) Quando você cresce com isso, eu acredito que isso nunca te abandona de verdade”.

Com o passar do tempo, veio o afastamento. Mas também veio a sensação de que faltava algo.

“Eu sentia no meu coração que não estava realizado”.

Em uma carta à família, o novo católico escreveu que os princípios cristãos de “humanidade, compromisso social e serviço aos outros” são coerentes com os seus valores pessoais e políticos. Segundo Hayden, esses princípios guiaram o seu reencontro com a fé católica.

“O cristianismo representa, para mim, as qualidades que tentei aplicar durante a minha vida e que, de agora em diante, lutarei para defender com fé”.