Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconPara Ela
line break icon

Por que o amor da mãe é fundamental para o desenvolvimento das crianças?

MOTHERHOOD

Photo by Julie Johnson on Unsplash

Javier Fiz Pérez - publicado em 20/09/18

Entenda como o afeto que o bebê recebe da mãe pode influenciar sua vida adulta

Receber afeto abundantemente da mãe durante a primeira infância ajuda as crianças a enfrentar melhor a vida adulta. Isso é o que já comprovou a psicologia do desenvolvimento.

O amor materno saudável e natural, cheio de ternura para com o filho é algo que ficará gravado na psique da criança, bem como em sua alma e nas suas lembranças mais íntimas.

Um estudo realizado com 482 pessoas nos Estados Unidos analisou as interações das crianças com as suas mães durante os primeiros oito meses de vida. Ao fim de cada sessão, os pesquisadores avaliavam como a mãe tinha agido e como a criança tinha respondido. Depois, classificavam as respostas, que iam de “negativo” “extravagante”.

Nos oitos meses de avaliação, uma em cada 10 interações se caracterizaram pelo baixo nível de afeto materno para com o bebê.

A maioria dos casos (85%) apresentou níveis normais de afeto em 6% houve níveis muito altos de afeto da mãe para com o filho.

Quando os especialistas analisaram elementos específicos, observaram que as crianças que tinham recebido mais afeto materno durante aquele período tiveram níveis mais baixos de ansiedade, hostilidade e angústia em geral.

Eles detectaram também que houve uma diferença de sete pontos nos níveis de ansiedade entre as crianças cujas mães tinha mostrado níveis baixos ou normais de afeto e aquelas cujas progenitores tinham apresentado níveis altos. Além disso, detectaram uma diferença de três pontos nos níveis de hostilidade e de cinco pontos no total de pontuações referentes ao mal-estar geral.

O que o experimento mostra é que “quanto maior o calor da mãe, menor será o mal-estar dos adultos”. É evidente que as experiências de vida muito precoces podem influenciar na saúde da pessoa adulta e “os níveis altos de afeto maternal podem facilitar vínculos seguros”.

Concluindo: o carinho de mãe para filho não só ameniza a angústia, mas também interfere no desenvolvimento das habilidades sociais da criança e na sua capacidade de enfrentar com sucesso determinadas situações durante a idade adulta.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
AmorBebêsMaternidadePsicologia
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia