Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Será que Deus está me ouvindo?

Por NATNN/Shutterstock
Compartilhar

É preciso pedir com fé, mas também é necessário saber esperar com confiança

Todos nós esperamos algo de Deus. Ficamos “em cima” dele jejuando, orando, fazendo promessas e até mudamos nosso comportamento. Afinal, nosso objetivo é deixar Deus tão emocionado e comovido que uma hora ou outra, Ele nos abençoará. Somos tão bonzinhos que merecemos isso.

Nosso grande erro é acreditarmos que Deus nos dará os “pedidos” apenas porque tiramos 10 em tudo. Seria muito fácil se Deus fosse um grande caixa e fôssemos até Ele para retirarmos nossos créditos.

O que Ele espera de nós é relacionamento. Uma passagem da Bíblia conta a história de uma galera que estava seguindo Jesus, andando bem pertinho dele. Estavam tão preocupados em ter algo de Jesus que não notaram um homem cego que gritava pelo Mestre.

O clamor daquele homem se tornou tão grande que de ignorado pela multidão, passou a ser repreendido. Logo trataram de silenciá-lo. O Jesus era só deles. Eles estavam há mais tempo pedindo. Era insolência demais um cego chegar e furar fila.

Jesus ouviu o homem cego e percebeu a oportunidade de ensinar a multidão sobre quem Ele realmente é. Ordenou que trouxessem o cego até Ele e atendeu o pedido do homem. O cego passou a enxergar.

Em questão de minutos, Jesus ensinou uma lição valiosa: de nada adianta O buscarmos apenas para nosso próprio interesse. A multidão estava ao lado de Jesus e mesmo assim não se pareciam com Ele. Não tinha o olhar sensível para o outro.

O Mestre se importa o suficiente para ouvir nossos “pedidos” e orações e para respondê-las a seu tempo. Mas enquanto a resposta ainda não vem, Ele deseja que caminhemos com Ele, crescendo um pouco mais todos os dias e que levemos outros para andarem com Ele também, de mãos dadas conosco.

Talvez em algum momento iremos questionar Deus sobre o motivo dele ter respondido antes o pedido de alguém que “chegou agora”, e não o nosso, como no caso da multidão (que certamente tinha anseios) e do cego.

Mas é preciso fé. Ele sabe a melhor hora. Ele sabe qual é o plano! Nosso papel nisso tudo é buscá-Lo de forma genuína e aproveitar cada instante ao lado dele. Sem nos preocuparmos quando iremos receber ou não. Ele está cuidando de nós e isso basta.

Leia a história toda sobre o Cego Bartimeu (Marcos 10, 46-52), clique aqui.

(via Solta a pipa)

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.