Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

6 maneiras como Santa Clara fez brilhar sua luz

SAINT CLARE
Compartilhar

la foi a primeira e única mulher a escrever uma regra de vida religiosa exclusivamente para mulheres

“Clara (‘brilhante’) pelo nome, brilhante luz na vida e ainda mais na morte”. Esta frase resume o legado de Santa Clara de Assis. Nascida na Itália no ano de 1193, a santa veio de uma família italiana nobre e rica.

Em 11 de agosto é comemorado seu dia de festa litúrgica. Por sua juventude, suas decisões eram claras e contundentes; hoje, ela brilha como um exemplo de uma mulher que foi líder e pioneira de várias maneiras:

  1. Ela se rebelou para se juntar aos franciscanos. Seus pais a prometeram em casamento quando ela tinha 15 anos, mas ela resistiu, querendo se consagrar a Deus. Aos 18 anos, fugiu para se juntar aos franciscanos. Suas irmãs Agnes e Beatrice a seguiram para a vida religiosa; mais tarde, sua mãe também escolheu o mesmo caminho. Inicialmente, como a primeira mulher a seguir São Francisco, morava com os beneditinos de São Paulo; então, ela se mudou para o convento de Sant’Angelo di Panzo, onde morou até residir definitivamente em uma casa próxima à Igreja de São Damião, que seria sua casa por 41 anos.
  2. Ela foi a primeira e única mulher a escrever uma regra de vida religiosa exclusivamente para mulheres. É diferente da tradição monástica em sua estrutura e conteúdo, e o estilo de vida das freiras chamou a atenção das pessoas. A condição para viver de acordo com a regra era distribuir os bens para os pobres.
  3. Ela fundou a ordem das Clarissas (ou “Damas Pobres”), também chamado de Segunda Ordem de São Francisco, lado a lado com os franciscanos de São Francisco de Assis. Ela foi oficialmente nomeada Abadessa de São Damião, o superior que governou a ordem das mulheres depois de São Francisco, originalmente o diretor de ambas as ordens, deu-lhe essa responsabilidade.
  4. Ela foi a primeira mulher a ter uma missão na Califórnia com o seu nome. A Missão Santa Clara de Assis foi fundada no ano de 1777, em uma área densamente povoada perto do rio Guadalupe. Após vários terremotos e inundações, a missão se mudou em 1825 para sua localização atual. Mais tarde, no ano de 1851, a Universidade de Santa Clara foi fundada, ocupando as instalações da missão, onde a escola permanece até hoje. Foi assumida pelos jesuítas, inspirados pela liderança e valores de São Inácio de Loyola. No entanto, de acordo com o padre Paul Soukup, SJ, diretor do Departamento de Comunicação da universidade, “Admiramos o carisma e o coração de Santa Clara, e celebramos uma Missa solene todos os anos no dia 11 de agosto”.
  5. Corajosa e forte: no ano de 1230, o imperador Frederick II estava em guerra com o papa e enviou guerreiros muçulmanos para atacar o vale na Itália, onde o convento de Santa Clara estava localizado. As freiras assustadas se reuniram em torno de Clara, que, apesar de fraca e doente, foi para a entrada do convento, onde ela se ajoelhou segurando o Santíssimo Sacramento. Lá, ela rezou por proteção. Elas não foram atacadas.
  6. Padroeira da televisão: Santa Clara tem sido a padroeira da televisão há 50 anos. Como conta a história, um dia ela estava doente e não podia ir à igreja para a missa na véspera de Natal. Todas as outras freiras foram, mas ela teve que ficar na cama, triste, porque não podia participar da Missa. Dizem que Jesus a transportou milagrosamente para a igreja para que ela pudesse participar da Liturgia das Horas e da Missa da meia-noite. Além da televisão, Santa Clara é a padroeira do telefone, das costureiras, dos problemas de visão e do bom tempo.
Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.