Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Outubro |
Beato Domingos Collins
home iconReligião
line break icon

Ordem: pontos oportunos

PRIESTS

Wideonet / Shutterstock

Padre Bruno Roberto Rossi - publicado em 25/09/18

“Cônego e Monsenhor é mais que Padre?”; “Que dizer do cardeal e do arcebispo?”

Quem percorre os três graus do sacramento da Ordem – como fizemos no último artigo à luz da Lumen Gentium – propõe algumas perguntas oportunas.

“Diácono pode se casar?” – Há dois tipos de diáconos na Igreja: os transitórios (que almejam o sacerdócio ministerial) e os permanentes, que podem ser solteiros ou casados. Os transitórios hão de ser sempre solteiros ou viúvos. O presbiterado, na Igreja latina, requer o celibato. Quanto aos permanentes, continuam no estado que receberam o diaconato (solteiros ou casados).

“Padre não se casa, por quê”? – Na Igreja latina, o sacerdote deve viver o celibato, que não é norma divina, mas eclesial. Tem sua base na pessoa de Cristo celibatário e nas passagens bíblicas de 1Cor 7,1-9; Mt 19,10-12. Do ponto de vista prático, o padre sendo solteiro fica mais disponível para servir onde o Povo de Deus precisar dele. Na Igreja oriental, os sacerdotes diocesanos (não os religiosos) constituem família. Fala-se, hoje, mesmo na Igreja latina, em ordenar sacerdotes homens casados experientes (viri probati, em latim) para atender regiões que têm poucos padres. É tema complexo, mas que não fere a fé e a moral católica.

“O Bispo não se casa?” – Não. Nem na Igreja latina, nem na oriental. Nesta, que há sacerdotes diocesanos casados, a Santa Sé escolhe os bispos entre os celibatários.

“Cônego e Monsenhor é mais que Padre?” – Não. Cônego era a designação de sacerdotes diocesanos encarregados de rezar, já no século V, em coro, nas catedrais, o Ofício Divino ou ao menos parte dele. Com o tempo, passou a designar padres que formavam como que “o senado do bispo”, mas foram, depois, substituídos pelos atuais Conselho de Presbíteros e Colégio de Consultores, aberto a todos os sacerdotes, não apenas aos cônegos. Pelo Código de Direito Canônico em vigor, as Dioceses que têm Cabido de Cônegos não devem extingui-los; as que não possuem, não podem criá-los. Chamam-se cônegos também membros de alguns institutos religiosos, como os Premonstratenses, por exemplo. Monsenhor é, via de regra, um título honorífico dado pelo Papa, a pedido dos respectivos bispos, a alguns sacerdotes que se destacam em seus trabalhos na Diocese. Hoje, por determinação do Papa Francisco, a concessão só se dá a padres com mais de 65 anos. Também o sacerdote nomeado, mas ainda não sagrado bispo, tem a designação de monsenhor.

“Que dizer do cardeal e do arcebispo?” – Cardeais são como que assessores diretos do Papa nos trabalhos da Igreja e, como tal, participam da eleição (Conclave) do novo Papa (podendo votar e ser votado) antes de completarem 80 anos. Em teoria, até um leigo pode ser cardeal, mas, na prática, nos últimos tempos, apenas se tem escolhido sacerdotes e bispos. Arcebispo é o título dado ao bispo que está à frente da diocese mais antiga da província eclesiástica (um conjunto de dioceses). Compete-lhe presidir as reuniões dos bispos das dioceses sufragâneas bem como resolver alguns problemas aí ocorrentes, embora não possa intervir nelas sem graves razões garantidas pelo Direito Canônico.

“E o Papa?” – é o bispo de Roma e, como tal, sucessor do Apóstolo Pedro. Ser Papa (“Papai”) não lhe confere nenhum grau a mais no sacramento da Ordem. Contudo, na prática, sua missão lhe dá poder pleno e imediato sobre a Igreja inteira. Daí, ser ele quem nomeia bispos e lhes concede dioceses. Goza ainda do carisma da infalibilidade ao definir, claramente, para toda a Igreja verdades de fé e moral (e só nestas áreas). Sua função tem base bíblica em Mt 16,17-19; Jo 21,15-17 e Lc 22,31-32 (Ver sobre o tema: Catecismo da Igreja Católica n. 880-896; M. Schmaus. A fé da Igreja. 2 ed. Petrópolis: Vozes, 1983, p. 148-187 (vol. 4), e. E. Bettencourt. O primado de Pedro e sua sucessão. Rio de Janeiro: Mater Ecclesiae, opúsculo n. 63). Continuarei.

Ver: Código de Direito Canônico, cân. 330-335; 349-359; 375-438; 503-510.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
PadresSacramentos
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Brasileira Simone Barreto Silva é vítima de ataque terrorista na catedral de Nice
Reportagem local
Brasileira é vítima no ataque terrorista na c...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Pe. Robson de Oliveira
Francisco Vêneto
Defesa desmente Fantástico, da TV Globo, em n...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia