Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
Atualidade

Portugal anuncia acordo com França e Espanha para receber migrantes do navio Aquarius

L'Aquarius, le 19 février 2016 à Marseille avant son départ en mission avec Médecins du Monde et SOS Méditerranée © BERTRAND LANGLOIS / AFP

L'Aquarius, le 19 février 2016 à Marseille avant son départ en mission avec Médecins du Monde et SOS Méditerranée.

Agências de Notícias - publicado em 25/09/18

Os 58 migrantes a bordo do 'Aquarius' serão transferidos a um buque maltês em águas internacionais

O governo português anunciou nesta terça-feira que acertou com a França e a Espanha o acolhimento de 10 dos 58 migrantes resgatados no Mar Mediterrâneo e que estão a bordo do navio Aquarius, em busca de um porto na Europa.

A decisão de receber essas dez pessoas foi tomada “de maneira solidária e concertada com a Espanha e a França”, disse o Ministério do Interior em um comunicado, sem especificar onde os migrantes poderão ser desembarcados.

“Portugal fez um acordo com Espanha e França, no marco da resposta solidária ao fluxo de migrantes que tentam chegar à Europa pelo Mediterrâneo, para receber a dez das 58 pessoas que estão a bordo do barco”, informou o governo português.

“Portugal continua defendendo uma solução europeia integrada, estável e permanente para responder a este desafio migratório”, mas decidiu acolher esses migrantes “por razões humanitárias”, acrescentou o ministério do Interior.

Portugal foi um dos países que se mostraram dispostos a receber migrantes do “Aquarius” em meados de agosto e de outra embarcação humanitária, o “Lifeline”, no final de julho.

O governo francês sugeriu nesta terça-feira que o “Aquarius” desembarque os 58 migrantes em Malta em vez de Marselha (sul da França) e pediu a autorização, segundo uma fonte do Eliseu.

O governo maltês anunciou que autorizará o desembarque em seu território e que depois os 58 migrantes serão “imediatamente distribuídos” em outros países.

“Os 58 migrantes a bordo do ‘Aquarius’ serão transferidos a um buque maltês em águas internacionais e levados a Malta”, escreveu no Twitter o primeiro-ministro maltês, Joseph Muscat.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia