Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
home iconAtualidade
line break icon

Colômbia endurece política repressiva contra drogas

ALCOHOL

Shutterstock-271 EAK MOTO

Agências de Notícias - publicado em 02/10/18

O novo decreto visa principalmente a combater o chamado "microtráfico" - a venda de droga no varejo

A Colômbia, maior produtor mundial de cocaína, endureceu sua política repressiva contra as drogas mediante um decreto do governo que permite à polícia apreender até pequenas quantidades de entorpecentes de uso pessoal.

O presidente Iván Duque firmou nesta segunda-feira a polêmica ordem que dá as “ferramentas à polícia” para “destruir” qualquer quantidade de entorpecentes nas ruas, incluindo maconha e cocaína de uso pessoal, o que estava descriminado desde 1994.

As força pública poderá “destruir as drogas nas ruas das nossas cidades; destruir qualquer quantidade”, declarou o presidente, justificando a medida pelo “alarmante incremento” do consumo interno.

Mas quem for interpelado com a quantidade mínima tolerada da substância proibida será apenas multado, sem incorrer em detenção.

Caso a pessoa interpelada comprove que é dependente químico, a droga apreendida lhe será devolvida.

“Aqueles que forem interpelados com volume igual ou menor a quantidade mínima” deverão demonstrar “devidamente” sua condição de dependente para que tenham a droga devolvida, destaca o governo em seu comunicado.

A lei colombiana não criminaliza o uso pessoal de até 20 gramas de maconha e uma de cocaína, mas a partir de agora, o usuário deverá provar sua dependência.

O novo decreto visa principalmente a combater o chamado “microtráfico” – a venda de droga no varejo que tem fortalecido as quadrilhas – e preencher um vácuo legal que segundo o governo existe desde a descriminação de pequenas quantidades para uso pessoal.

Após quase quatro décadas de combate frontal ao narcotráfico – com o apoio dos Estados Unidos – a Colômbia permanece como o maior fornecedor de cocaína do planeta e em 2017 atingiu o recorde histórico de 171.000 hectares de cultivos de drogas, segundo a ONU.

O governo de Duque, que assumiu o poder em 7 de agosto com uma proposta conservadora, está empenhado em reverter o crescimento dos “narcocultivos” através da retomada de fumigações aéreas, que no passado geraram fortes protestos por parte de agricultores.

Duque também promete uma guerra sem trégua aos cartéis e organizações ligadas à produção e ao tráfico de drogas.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia