Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Por que São Francisco de Assis não foi ordenado padre?

ST FRANCIS OF ASSISI
Compartilhar

Embora fosse qualificado, Francisco escolheu permanecer como diácono e não progredir para o sacerdócio

É comum que muita gente pense que São Francisco de Assis, como fundador dos franciscanos, tenha sido padre. Mas ele não foi! 

Entretanto, durante toda a sua vida, Francisco demonstrou muito respeito aos sacerdotes. Na biografia de Tomás de Celano, está escrito que ele frequentemente beijava as mãos dos padres, honrando a especial consagração que eles receberam no dia da ordenação. Francisco tinha uma devoção especial à Sagrada Eucaristia e reverenciava com veemência as mãos que diariamente tocavam a Hóstia Sagrada.

O “Santo Pobrezinho”  frequentemente dizia: “Se eu vir um anjo e um sacerdote, dobraria meu joelho primeiro ao sacerdote e depois ao anjo”. Ele sabia que os padres foram designados por Deus para um propósito especial.

Para ajudar a entender sua reverência pelo sacerdócio, a Enciclopédia Católica resume o amor de Francisco à Eucaristia e como isso pode ter levado à sua decisão de não se tornar padre: 

“ O mistério da Sagrada Eucaristia, sendo uma extensão da Paixão, ocupou um lugar preponderante na vida de Francisco, e ele não tinha nada mais a ver com isso além do culto ao Santíssimo Sacramento. Aqui vemos apenas o franciscano conjurando o clero para mostrar o respeito adequado por tudo relacionado com o sacrifício da Missa. Mas também o vemos varrendo igrejas pobres, procurando vasos sagrados para elas e providenciando-lhes pães de altar feitos por ele mesmo . Tão grande, de fato, era a reverência de Francisco pelo sacerdócio, por causa de sua relação com o Sacramento, que em sua humildade ele nunca se atreveu a aspirar a essa dignidade”. 

Enfim, apesar de São Francisco ter sido qualificado para ser ordenado sacerdote, ele nunca foi. Em sua humildade,  sentia-se indigno de subir os degraus do altar e invocar o poder de Deus para realizar o milagre da Santa Eucaristia.