Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Atualidade

Autoridades temem balanço superior a 1.000 desaparecidos em terremoto na Indonésia

INDONESIA PALU / A woman with a suitcase makes her way along a destroyed road in Palu, Indonesia's Central Sulawesi on October 2, 2018, after an earthquake and tsunami hit the area on September 28. The bodies of dozens of students have been pulled from their landslide-swamped church in Sulawesi, officials said on October 2, as an international effort to help nearly 200,000 Indonesia quake-tsunami victims ground into gear. / AFP PHOTO / Jewel SAMAD

Jewel SAMAD I AFP

La catastrophe a frappé la localité de Palu, où vivent 350.000 habitants sur la côte occidentale des Célèbes.

Agências de Notícias - publicado em 05/10/18

Os habitantes hastearam bandeiras improvisadas com fronhas ou lençóis para apontar as casas em que alguém morreu na tragédia

O governo da Indonésia teme que o número de desaparecidos após o terremoto e tsunami na ilha Célebes supere 1.000 pessoas, o que aumentaria de forma drástica o balanço da tragédia, que supera 1.500 mortos.

A cidade de Palu, com 350.000 habitantes na costa oeste da ilha, foi atingida em 28 de setembro por um terremoto de 7,5 graus, seguido por uma onda gigante. Várias construções foram reduzidas a escombros.

As autoridades temem que centenas de pessoas tenham sido soterradas entre os escombros de uma zona residencial no bairro de Balaroa, em Palu.

“Acreditamos que mais de 1.000 casas foram destruídas, então é provável um balanço de mais de 1.000 desaparecidos em Balaroa”, afirmou Yusuf Latif, porta-voz da Agência de Gestão de Desastres.

“Ainda existe a possibilidade de que alguns conseguiram sair, mas não podemos ter certeza”, completou.

O balanço anterior de desaparecidos citava pouco mais de 100 pessoas.

De acordo com os números oficiais mais recentes, a tragédia deixou 1.558 mortos.

Após vários dias de espera, a ajuda internacional começou a chegar aos poucos à região, onde quase 200.000 pessoas precisam de auxílio humanitário urgente. As estradas de acesso e o aeroporto foram muito danificados, o que dificulta o abastecimento.

Os sobreviventes saquearam mercados para obter mantimentos, mas a polícia – que em um primeiro momento ignorou os casos – começou a prender os envolvidos.

As autoridades estabeleceram prazo até esta sexta-feira para encontrar sobreviventes entre os escombros. Porém, uma semana depois da catástrofe, as possibilidades de resgatar pessoas com vida são mínimas.

Uma semana depois do terremoto e tsunami, muitas rodovias permaneciam interditadas e os destroços provocados pelos fenômenos são visíveis em todos os lados. Muitos moradores, traumatizados, preferem dormir a céu aberto pelo medo de novos tremores.

Os habitantes hastearam bandeiras improvisadas com fronhas ou lençóis para apontar as casas em que alguém morreu na tragédia.

Apesar do cenário devastador, a população tentam voltar À normalidade: as crianças brincam nas ruas, os rádios estão ligados no volume máximo e a energia elétrica retornou a alguns bairros.

“Está melhorando”, afirmou Azhari Samad, um corretor de seguros de 56 anos, para quem a região precisará de muitos anos para a recuperação.

Vinte e nove países se comprometeram a ajudar, de acordo com o governo indonésio. A ONU prometeu liberar 15 milhões de dólares em ajuda. Mas as dificuldades logísticas e a dúvida inicial de Jacarta sobre aceitar o auxílio provocam a demora no processo.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia